O Pulsar do Campeonato – Taça do Ribatejo – 1/2 finais

O pulsar do campeonato - 2018-19 - TRibatejo-1-2finais2

(“O Templário”, 28.03.2019)

Validando o estatuto de favoritos que lhes era atribuído, os dois primeiros classificados do Campeonato Distrital da I Divisão confirmaram a presença na Final da Taça do Ribatejo, ficando assim agendado outro aliciante embate entre os dois clubes que mais se têm evidenciado ao longo desta temporada – o qual, aliás, poderá vir igualmente a repetir-se, no fecho da época, na Supertaça Dr. Alves Vieira. Mas, em fim-de-semana de acerto de calendário no Distrital, o facto digno do maior realce acabou por registar-se na partida entre Amiense e União de Tomar.

Destaque – O desafio aproximava-se do seu termo em Amiais de Baixo quando, apercebendo-se que, na bancada, uma jovem adepta do Amiense se estava a sentir mal, o jogador unionista Rafael Faustino, sem hesitar, prontamente saiu de campo para prestar os primeiros socorros, iniciativa que poderá ter sido crucial para salvar uma vida, num notável exemplo de carácter, a traduzir também um claro sentido das prioridades.

Dentro das quatro linhas, este foi um encontro em que praticamente tudo saiu bem ao U. Tomar, apesar de, logo nos minutos iniciais, ter começado por se ver em desvantagem, com um auto-golo… A turma unionista tivera um bom início, procurando repartir a iniciativa com o adversário, vindo depois a acusar um pouco o tento sofrido, fase que, todavia, o Amiense não aproveitou para ampliar a vantagem.

Com o decorrer do tempo, o grupo nabantino voltou a estabilizar, tendo ainda reforçado os seus níveis de confiança ao alcançar o golo da igualdade. Quando se esperaria que o Amiense – à entrada para este confronto ainda com aspirações ao primeiro lugar –, pudesse retomar o ascendente no marcador, ao invés, foi o União a conseguir operar a reviravolta no marcador.

A partir daí o jogo entraria numa toada de risco total por parte do conjunto de Amiais de Baixo, com os tomarenses, com extrema eficácia, a concretizar em golo parte substancial das oportunidades que se lhes propiciaram, na sequência de rápidos lances de contra-ataque. Uma boa estratégia de Lino Freitas, premiada com uma goleada histórica – 5-1, o melhor resultado de sempre do União em 25 partidas disputadas em Amiais de Baixo, desde o encontro inicial entre os dois prestigiados emblemas do futebol distrital, há 36 anos –, num reduto em que o Amiense se mantinha invicto há mais de um ano (desde 25 de Fevereiro de 2018, ante os “Caixeiros”).

Um desfecho que em nada deslustra o excelente desempenho da formação de Amiais de Baixo ao longo da competição, sendo de sublinhar também a hombridade com que o seu técnico, Jorge Peralta, assumiu a derrota, em função da táctica de alto risco adoptada após o 1-2, num gesto revelador de um líder, um dos principais responsáveis pela bela campanha realizada.

Curiosamente, em fim-de-semana de Taça, parece ter-se convertido também o campeonato, de certa forma, numa prova “eliminatória”, em que, em duas semanas sucessivas, o U. Tomar afastou das aspirações ao título, primeiro o Cartaxo e, agora, o Amiense. O U. Almeirim passa a subsistir agora como único resistente ao predomínio que vem sendo evidenciado por Coruchense e U. Santarém.

Surpresa – Não se tratou, é certo, de uma surpresa “completa”, uma vez que não teve impacto a nível da qualificação para a Final da Taça, mas o Abrantes e Benfica, dominador incontestado do escalão secundário, “puxou dos galões”, dando mais uma boa demonstração do seu potencial impondo uma igualdade a uma bola em Coruche, no terreno do líder da I Divisão. Valeu ao Coruchense a vitória na 1.ª mão, por tangencial 1-0, para confirmar, pela margem mínima (um “score” agregado de 2-1), o apuramento para o grande dia de “festa da Taça”.

Confirmação – Porventura por resultado global (4-2), no conjunto das duas mãos, mais equilibrado do que se poderia supor – numa eliminatória que colocava frente-a-frente o vice-líder e o penúltimo classificado do campeonato –, também o U. Santarém confirmou a qualificação para tal confronto decisivo, repetindo, em Marinhais, o triunfo pela marca de 2-1, à semelhança do que se registara, três semanas antes, no “Chã das Padeiras”.

Campeonato de Portugal – Esta foi mais uma ronda de resultados muito negativos para os clubes do Distrito, muito aquém do que seriam as expectativas, tendo em consideração que os adversários se apresentavam relativamente acessíveis. O Fátima perdeu com o então antepenúltimo classificado, Peniche, por 0-2, tendo o Mação, que recebia o “lanterna vermelha”, Alcains, averbado resultado ainda pior, derrotado por 0-3.

Se, no que respeita aos maçaenses, a implicação deste desaire foi a troca de posição com o seu opositor, baixando ao último lugar da pauta classificativa, a derrota dos fatimenses traduz-se em novo “passo atrás” na luta que se vê obrigado a enfrentar, semana a semana, pela permanência no Nacional, posicionando-se agora no 11.º posto, outra vez com a vantagem face à “linha de água” a reduzir-se, agora a cinco pontos, quando restam disputar sete jornadas.

Antevisão – Na retoma dos campeonatos Distritais, o principal escalão terá a sua 22.ª ronda, com o trio da frente a actuar na condição de visitado: o Coruchense recebe o U. Tomar, cabendo ao U. Santarém defrontar o Fazendense, enquanto o U. Almeirim encontra o Marinhais. Pese embora os grupos que jogam em casa sejam favoritos a somar mais três pontos, nesta fase determinante da prova, em que qualquer deslize poderá ser decisivo, não deverão esperar facilidades, seja porque enfrentam equipas já tranquilas na tabela, mais libertas para “jogar o jogo pelo jogo” (casos das turmas das Fazendas de Almeirim e de Tomar), seja porque a situação do Marinhais continua a ser de grande necessidade de pontos.

De interesse, nessa disputa pela manutenção, serão também os desafios Glória do Ribatejo-Samora Correia e Alcanenense-Amiense.

A II Divisão Distrital dá início à sua fase final, de apuramento do Campeão e dos (3 ou 4) clubes a promover, com o seguinte cartaz: Abrantes e Benfica-Rio Maior, Moçarriense-Forense e Riachense-Pego. Veremos se se confirmam as indicações da primeira fase, ou se poderá haver alguma inversão na relação de forças, a par do aliciante que decorre do confronto entre as equipas das zonas Norte e do Sul do Distrito.

No Campeonato de Portugal, o Fátima recebe um já tranquilo Oleiros (8.º classificado), sendo muito importante pontuar; o Mação desloca-se ao terreno do também “aflito” Loures (12.º), em mais uma tarefa em que se antecipam algumas dificuldades.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 28 de Março de 2019)

Anúncios

Março 31, 2019 at 11:00 am Deixe um comentário

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 22ª Jornada

Juv. Viana – Oeiras – 7-4
Paço Arcos – Turquel – 1-0
Benfica – Valongo – 4-5
Sp. Tomar – Riba d’Ave – 2-4
Oliveirense – Barcelos – 6-2
FC Porto – Sp. Marinhense – 9-3 (31.03.2019)
H. Braga – Sporting – 2-4 (31.03.2019)

1º FC Porto, 55; 2º Sporting e Oliveirense, 52; 4º Benfica, 44; 5º Barcelos, 36; 6º Juv. Viana, 29; 7º Riba d’Ave, 26; 8º H. Braga, 24; 9º Turquel, 23; 10º Valongo e Paço Arcos, 22; 12º Oeiras, 20; 13º Sp. Tomar, 18; 14º Sp. Marinhense, 10

Março 30, 2019 at 8:34 pm 2 comentários

Taça Ribatejo – 1/2 finais (2ª mão)

                                   2ª mão     1ª mão     Total
Coruchense - Abrantes e Benfica      1-1        1-0       2-1
Marinhais - U. Santarém              1-2        1-2       2-4

As equipas do Coruchense e do U. Santarém garantiram o apuramento para a Final da Taça do Ribatejo no escalão de Seniores.

Março 24, 2019 at 6:49 pm Deixe um comentário

Campeonato Distrital Futebol – 21ª Jornada (act.)

Jogo em atraso da 19ª Jornada:

Amiense – U. Tomar 1-5

                       Jg     V     E     D       G       Pt
 1º Coruchense         21    14     5     2    47 - 24    47
 2º U. Santarém        21    12     8     1    47 - 18    44
 3º U. Almeirim        21    12     5     4    37 - 18    41
 4º Cartaxo            21    10     8     3    39 - 19    38
 5º Amiense            21    10     8     3    32 - 24    38
 6º Fazendense         21     7     9     5    27 - 25    30
 7º At. Ouriense       21     7     7     7    23 - 28    28
 8º U. Tomar           21     7     6     8    27 - 25    27
 9º Samora Correia     21     6     5    10    24 - 31    23
10º Ferreira Zêzere    21     5     6    10    24 - 41    21
11º Torres Novas       21     4     8     9    14 - 21    20
12º Glória Ribatejo    21     3     5    13    18 - 46    14
13º Marinhais          21     1     9    11    18 - 37    12
14º Alcanenense        21     1     7    13    15 - 35    10

Melhores marcadores:

1º Wemerson Silva (Cartaxo) – 16
2º Léo (U. Santarém) – 13
3º Moleiro (Amiense) e Joel (Coruchense) – 11

Março 24, 2019 at 6:49 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 21ª Jornada

O pulsar do campeonato - 2018-19 - 21jornada

(“O Templário”, 21.03.2019)

Com o Campeonato Distrital da I Divisão a entrar na sua recta final, prestes a chegar o momento das decisões, o U. Santarém cedeu um empate em Samora Correia, o que possibilitou ao líder, Coruchense, voltar a destacar-se, agora com três pontos de vantagem. Por seu lado, o Cartaxo deixou em Tomar a última réstia de esperança que poderia ainda alimentar quanto à possibilidade de discutir o título de Campeão, ambição que, desde início, assumira.

Destaques – O principal destaque vai precisamente para o empate (2-2) entre o U. Tomar e o Cartaxo, com os unionistas a alcançar um resultado positivo, tendo obtido o segundo tento mesmo ao “cair do pano”. Evidenciando uma boa atitude, os tomarenses começaram por inaugurar o marcador, à passagem do quarto de hora, mas a vantagem foi de muito curta duração, dado que os cartaxeiros restabeleceriam a igualdade apenas três minutos volvidos. Depois de os visitantes terem operado a reviravolta no marcador, os homens da casa dariam uma boa resposta, tendo, com o golo apontado em cima do minuto 90, sentenciado as aspirações do adversário, agora com um já previsivelmente irrecuperável atraso de nove pontos face ao guia.

Numa jornada (21.ª) em que os quatro primeiros classificados jogavam em terreno alheio, correndo, pois, riscos acrescidos, o outro dos emblemas da frente da tabela que não foi integralmente bem sucedido foi o U. Santarém, que não conseguiria também melhor do que o empate (1-1) em Samora Correia, tendo, inclusivamente, o golo de Leandro Mofreita (“Léo”) – dando sequência a uma excelente série de seis jogos consecutivos a marcar – evitado males maiores, dado que os samorenses haviam sido os primeiros a marcar.

Mais eficaz foi o U. Almeirim em Ourém, aos quais um solitário tento foi o bastante para impor ao At. Ouriense terceira derrota sucessiva, um desfecho que, por ora, proporciona à turma almeirinense continuar a alimentar ainda o “sonho”, atendendo à desvantagem de seis pontos que regista em relação ao comandante.

Num desafio em que muito estava em jogo no que respeita ao outro extremo da pauta classificativa, aquele em que se disputa a manutenção no principal escalão, Alcanenense e Glória do Ribatejo tudo fizeram para alcançar o melhor resultado possível, fixando-se o marcador numa animada igualdade a três bolas, mais do agrado dos visitantes, do que do conjunto de Alcanena, que, não só mantém a indesejada condição de “lanterna vermelha”, como os quatro pontos de desvantagem perante a “linha de água”, traduzida no rival desta partida.

Confirmações – Em Marinhais, o Coruchense, repetiu o “placard” do encontro da primeira volta, vencendo novamente por tangencial 2-1, contornando assim as dificuldades que se anteviam nesta deslocação, reforçando assim a sua posição de liderança, ao mesmo tempo que os visitados se mantêm em zona de despromoção, pese embora apenas dois pontos abaixo da vizinha formação da Glória do Ribatejo, e outros dois pontos à frente do Alcanenense.

O Amiense confirmou o favoritismo na recepção ao Torres Novas, vencendo por tangencial 1-0, no que constitui já a sua sétima vitória consecutiva em Amiais de Baixo, ante os torrejanos, uma impressionante série de êxitos, tendo, em paralelo, quebrado um bom ciclo de sete jogos dos visitantes sem perder, em toda a segunda volta, até à data. Paulatinamente fazendo o seu caminho, o Amiense, ainda com um jogo em atraso, poderá igualar o U. Almeirim no 3.º lugar… continuando a aspirar poder subir ainda mais na tabela, num desempenho notável.

Na partida mais “tranquila” da jornada, com ambos os clubes já sem especiais preocupações, o Fazendense (6.º classificado, a oito pontos do 5.º) ganhou por 2-1 ao Ferreira do Zêzere (10.º, com uma margem de segurança de nove pontos em relação ao Marinhais), marcador fixado ainda nos primeiros 45 minutos, reagindo prontamente ao tento inicial dos ferreirenses.

Campeonato de Portugal – A grande nota de realce vai para uma importante vitória (1-0) do Fátima, frente ao Nogueirense, passando a somar 34 pontos (em 26 jogos), o que lhe possibilita integrar o trio de 9.º classificados, a par do Caldas e do seu adversário desta jornada, agora com seis pontos a mais que o Sertanense (14.º), primeiro clube em zona de despromoção.

Por seu lado, o Mação não teve possibilidade de evitar a derrota (0-3) em Castelo Branco, ante o Benfica local, vendo assim interrompida uma fase de resultados positivos, que mantinha há quatro rondas. Mantém a penúltima posição (17.º), agora já a 16 pontos do Alverca, última equipa acima da “linha de água”, quando restam disputar oito jogos. A confirmação do regresso dos maçaenses ao Distrital será questão de (poucas) semanas.

Antevisão – Neste fim-de-semana está de regresso a Taça do Ribatejo, para disputa da 2.ª mão das meias-finais, com os favoritos à qualificação para o desafio decisivo a partir em vantagem, angariada na 1.ª mão, mas, em ambos os casos, por números tangenciais: o Coruchense (vencedor em Abrantes por 1-0) recebe o vencedor da série mais a Norte da II Divisão Distrital, Abrantes e Benfica; enquanto o U. Santarém terá de defender em Marinhais um magro 2-1.

Recorde-se que o regulamento da prova não prevê a regra de desempate com base nos golos marcados fora, o que, no caso presente, parece tornar menos arriscada a missão dos escalabitanos (um hipotético cenário de derrota por 0-1 não implicará automaticamente a eliminação, mas, antes, a necessidade de desempate).

Ao mesmo tempo, Amiense e U. Tomar aproveitarão para colocar o calendário da I Divisão em dia, realizando – um mês depois – o desafio que se encontrava em atraso da 19.ª jornada, num embate de maior responsabilidade para o grupo de Amiais de Baixo, na perspectiva de poder voltar a encurtar distâncias para os lugares de topo da classificação.

No Campeonato de Portugal, o Fátima, visitando Peniche (16.º classificado, a onze pontos da “linha de água”, portanto, também praticamente “sentenciado”) poderá somar pontos preciosos visando alcançar o mais rapidamente possível a tranquilidade. Quanto ao Mação, recebendo o “lanterna vermelha”, Alcains, dispõe de boa ocasião para voltar aos triunfos.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 21 de Março de 2019)

Março 24, 2019 at 12:00 pm Deixe um comentário

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 21ª Jornada

Sporting – Oeiras – 6-5 (27.03.2019)
Turquel – Juv. Viana – 1-1
Valongo – Paço Arcos – 3-3
Riba d’Ave – Benfica – 2-5 (27.03.2019)
Barcelos – Sp. Tomar – 4-4
Sp. Marinhense – Oliveirense – 2-6 (27.03.2019)
H. Braga – FC Porto – 4-6 (27.03.2019)

1º FC Porto, 52; 2º Sporting e Oliveirense, 49; 4º Benfica, 44; 5º Barcelos, 36; 6º Juv. Viana, 26; 7º H. Braga, 24; 8º Riba d’Ave, 23; 9º Turquel, 23; 10º Oeiras, 20; 11º Valongo e Paço Arcos, 19; 13º Sp. Tomar, 18; 14º Sp. Marinhense, 10

Março 23, 2019 at 11:58 pm 2 comentários

Campeonato Distrital Futebol – 21ª Jornada

Amiense – Torres Novas – 1-0
U. Tomar – Cartaxo – 2-2
Marinhais – Coruchense – 1-2
At. Ouriense – U. Almeirim – 0-1
Fazendense – Ferreira do Zêzere – 2-1
Samora Correia – U. Santarém – 1-1
Alcanenense – Glória do Ribatejo – 3-3

                       Jg     V     E     D       G       Pt
 1º Coruchense         21    14     5     2    47 - 24    47
 2º U. Santarém        21    12     8     1    47 - 18    44
 3º U. Almeirim        21    12     5     4    37 - 18    41
 4º Cartaxo            21    10     8     3    39 - 19    38
 5º Amiense            20    10     8     2    31 - 19    38
 6º Fazendense         21     7     9     5    27 - 25    30
 7º At. Ouriense       21     7     7     7    23 - 28    28
 8º U. Tomar           20     6     6     8    22 - 24    24
 9º Samora Correia     21     6     5    10    24 - 31    23
10º Ferreira Zêzere    21     5     6    10    24 - 41    21
11º Torres Novas       21     4     8     9    14 - 21    20
12º Glória Ribatejo    21     3     5    13    18 - 46    14
13º Marinhais          21     1     9    11    18 - 37    12
14º Alcanenense        21     1     7    13    15 - 35    10

Melhores marcadores:

1º Wemerson Silva (Cartaxo) – 16
2º Léo (U. Santarém) – 13
3º Moleiro (Amiense) e Joel (Coruchense) – 11

Março 17, 2019 at 8:18 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos Artigos mais recentes


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2019
S T Q Q S S D
« Mar    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Categorias