Taça do Ribatejo – 1/8 de final

At. Ouriense – Glória do Ribatejo – 6-1
Riachense – Torres Novas – 0-1
Amiense – Fazendense – 3-0
Coruchense – Pego – 6-2
Cartaxo – U. Tomar – 2-2 (4-3 g.p.)
U. Abrantina – U. Almeirim – 0-2
Mação – Moçarriense – 1-0
Benavente – U. Santarém – 0-3

Fevereiro 5, 2017 at 6:00 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 17ª Jornada

pulsar-17

(“O Templário”, 02.02.2017)

Prosseguindo a sua curiosa série de empates – quarto em quatro jogos da segunda volta do campeonato –, o Riachense vai deixando escapar o líder Coruchense, que, em perfeito contraste, repetiu o ciclo de quatro vitórias que obtivera já, igualmente, no arranque da prova, em função do que ampliou para cinco pontos a distância entre os dois primeiros.

Destaques – O principal destaque da 17.ª jornada vai, necessariamente, para o categórico triunfo averbado pela formação do Sorraia na repetição da visita a Fazendas de Almeirim (onde fora derrotada na semana passada por 0-2, então em partida da Taça do Ribatejo), impondo-se, desta feita, por 3-1, numa clara demonstração de que não há dois jogos iguais, ainda para mais quando as competições e as circunstâncias são distintas.

O outro realce da ronda vai para a vitória do Torres Novas em Samora Correia, por 1-0, somando o sétimo resultado favorável nos últimos 11 jogos (tendo empatado os outros quatro), numa excelente fase, apenas tangencialmente superada pelo líder (com o Coruchense a somar um ponto mais que os torrejanos em igual período); apenas o Riachense mantém série invicta de maior extensão (desde a 2.ª jornada). Ao invés, os samorenses parecem, gradualmente, ir “perdendo gás” (três derrotas nas últimas cinco jornadas, em que apenas venceram por uma única vez), começando a baixar paulatinamente na pauta classificativa, repartindo agora o 4.º posto com o União de Tomar.

Por fim, noutro jogo grande do passado fim-de-semana, referência ao tal empate (1-1) entre 3.º e 2.º classificados, em Amiais de Baixo, que, para além de ter afastado ainda mais o Riachense do comando, distanciou também o Amiense, agora já com um irremediável atraso de dez pontos face ao Coruchense, mantendo-se cinco pontos abaixo do seu oponente.

Confirmações – Numa jornada em que acabou por não haver surpresas a assinalar, confirmaram-se as expectativas nos restantes desafios, desde logo com a goleada do U. Tomar sobre o Pego (4-1), grupo que somou a quarta derrota em outros tantos jogos nesta segunda volta, pese embora, uma vez mais – tal como sucedera ante a U. Abrantina – os unionistas até tenham começado por se ver em desvantagem, consentindo o tento inaugural ao adversário, mas reagindo bem, com dois golos a findar a primeira metade, para sentenciar o desfecho da partida com outros dois tentos no culminar do jogo.

Também o Mação venceu, na recepção ao Cartaxo, apesar do tangencial desfecho (2-1), agravando ainda mais os sintomas de crise nos cartaxeiros (que sofreram o sétimo desaire nos últimos nove jogos na prova), tendo a equipa vice-campeã da época anterior voltado a cair numa tão inesperada quão delicada posição, novamente abaixo da “linha de água”, carecendo urgentemente de pontos para a acesa disputa que se antecipa, entre quatro clubes (com o At. Ouriense, Empregados do Comércio e Pego), para procurar evitar um lugar de despromoção (a outra “vaga” parece, cada vez mais em definitivo, estar já reservada para o Benavente).

Precisamente, nessa luta, o At. Ouriense, ganhando por igual marca (2-1) ao Benavente, parece pretender começar a afastar-se da zona perigosa, dispondo agora de uma vantagem já de quatro pontos em relação ao Cartaxo.

Por seu lado, os “Caixeiros”, também a jogar em casa, não foram além do nulo frente ao U. Almeirim, o que, de qualquer forma, lhes proporcionou descolar ligeiramente do Cartaxo, ao mesmo tempo que igualavam o Pego na pontuação, com a aparente vantagem de virem em trajectórias de sentido inverso: os escalabitanos com um único desaire nas seis rondas mais recentes, contrariamente aos pegachos, que não conseguem ganhar desde a 9.ª jornada.

II Divisão Distrital – Na série A, a grande sensação foi a goleada imposta pela U. Abrantina (que, não obstante, se mantém no 4.º lugar), batendo o líder Ferreira do Zêzere por categórico 4-0. O mesmo marcador se registou no Rio Maior-Aldeiense, o que deve ter afastado os visitantes de eventuais aspirações que pudessem acalentar no apuramento para a fase de disputa do título e da promoção à I Divisão Distrital, agora com cinco candidatos para três vagas: Ferreira do Zêzere, ainda com três pontos de vantagem sobre Caxarias e U. Atalaiense, com a U. Abrantina um ponto atrás, e o Rio Maior, ainda outro ponto mais abaixo.

Na série B, para além dos triunfos do Moçarriense no terreno do Vale da Pedra (3-1) e do U. Santarém no campo do Forense (2-0), que lhes permitem manter os dois lugares da frente, o destaque vai para o empate (1-1) consentido por outro candidato, Benfica do Ribatejo, na recepção ao Glória do Ribatejo, a atrasar-se, agora a dois pontos do Marinhais (isto, contando que será atribuída a vitória ao clube do município de Salvaterra de Magos, numa partida que foi interrompida a escassos minutos do final, quando ganhava por 1-0 ao Porto Alto).

Campeonato de Portugal – Terminou a 1.ª fase da prova, com o Fátima, que confirmara já o 1.º lugar da sua série na ronda anterior, a ganhar, na derradeira jornada, ao Sertanense (2-1), assim afastando os sertaginenses da disputa da promoção, em prol do Operário de Lagoa (Açores). Por seu lado, o Alcanenense, empatando a zero na recepção ao Caldas, garantiu o 4.º lugar da sua série (na qual se apuraram para a fase de disputa da promoção, o Praiense e o Torreense); contudo, em função da nova regulamentação da prova, partirá para a 2.ª fase com uma margem de apenas quatro pontos em relação à “linha de água” (dado serem agora retidos somente 25% dos pontos que somara no decurso da 1.ª fase).

Antevisão – Os campeonatos distritais voltam a sofrer nova interrupção, para disputa dos 1/8 de final da Taça do Ribatejo, em que se destacam os seguintes desafios: como “cabeça de cartaz”, o “derby” Riachense-Torres Novas (um reencontro, depois de se terem defrontado já na ronda inaugural da fase de grupos, então com triunfo da turma de Riachos por 1-0); de imediato, o Amiense-Fazendense, entre dois tradicionais candidatos à presença na final; e, ainda, o Cartaxo-U. Tomar (que se defrontaram na mesma fase da competição, na época passada, em Tomar).

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 2 de Fevereiro de 2017)

Fevereiro 5, 2017 at 11:00 am Deixe um comentário

Campeonatos Distritais Futebol – 17ª Jornada / 13ª Jornada

I Divisão (17ª jornada)

U. Tomar – Pego – 4-1
Mação – Cartaxo – 2-1
Fazendense – Coruchense – 1-3
At. Ouriense – Benavente – 2-1
Amiense – Riachense – 1-1
Emp. Comércio – U. Almeirim – 0-0
Samora Correia – Torres Novas – 0-1

                       Jg     V     E     D       G       Pt
 1º Coruchense         17    13     2     2    33 -  9    41
 2º Riachense          17    10     6     1    35 - 17    36
 3º Amiense            17     9     4     4    27 - 17    31
 4º Samora Correia     17     8     4     5    26 - 20    28
 5º U. Tomar           17     8     4     5    21 - 17    28
 6º Mação              17     8     3     6    23 - 22    27
 7º Torres Novas       17     7     5     5    16 - 17    26
 8º Fazendense         17     7     4     6    26 - 21    25
 9º U. Almeirim        17     7     4     6    21 - 17    25
10º At. Ouriense       17     5     3     9    18 - 26    18
11º Pego               17     4     3    10    15 - 27    15
12º Emp. Comércio      17     4     3    10    18 - 35    15
13º Cartaxo            17     4     2    11    18 - 30    14
14º Benavente          17     1     1    15    13 - 35     4

II Divisão (13ª jornada)

Série A

Folga: Alferrarede
U. Abrantina – Ferreira do Zêzere – 4-0
Rio Maior – Aldeiense – 4-0
U. Atalaiense – Espinheirense – 2-1
Tramagal – Caxarias – 0-1

1º Ferreira do Zêzere, 25; 2º Caxarias, 22; 3º U. Atalaiense, 22; 4º U. Abrantina, 21; 5º Rio Maior, 20; 6º Aldeiense, 18; 7º Alferrarede, 9; 8º Espinheirense, 7; 9º Tramagal, 4

Série B

Folga: Barrosense
Marinhais – Porto Alto – 1-0 (interrompido aos 84m por falta de condições de segurança para o árbitro)
Vale da Pedra – Moçarriense – 1-3
Benfica do Ribatejo – Glória do Ribatejo – 1-1
Forense – U. Santarém – 0-2

1º Moçarriense, 26; 2º U. Santarém, 25; 3º Marinhais, 24; 4º Benfica do Ribatejo, 22; 5º Forense, 13; 6º Glória do Ribatejo, 12; 7º Porto Alto, 12; 8º Vale da Pedra, 8; 9º Barrosense, 7

Janeiro 29, 2017 at 6:21 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – Taça do Ribatejo – 3ª Jornada

pulsar-tribatejo-3

(“O Templário”, 26.01.2017)

Em mais uma breve interrupção nos campeonatos distritais, disputou-se no passado fim-de-semana a 3.ª e última jornada da fase de grupos da Taça do Ribatejo, em função do que foram preenchidas as oito vagas que restavam na qualificação para os 1/8 de final da prova. Assim, as equipas do Amiense, Mação, At. Ouriense, Riachense, Torres Novas, Benavente, U. Santarém e Fazendense, juntam-se aos clubes já anteriormente apurados: U. Tomar, Pego, U. Abrantina, U. Almeirim, Glória do Ribatejo, Cartaxo, Moçarriense e Coruchense.

Destaques – O primeiro destaque desta jornada vai para outra estrondosa goleada, desta feita imposta pelo Riachense – replicando a marca com que o At. Ouriense “brindara” anteriormente o Alferrarede –, ganhando, na recepção ao histórico Tramagal, por 10-0!

Nos três confrontos entre equipas da I Divisão, o empate a uma bola entre Mação e At. Ouriense possibilitou aos oureenses acompanhar o seu adversário, avançando ambos na competição; por seu lado, no Cartaxo-Benavente, a equipa “lanterna vermelha” do campeonato, mesmo tendo sido derrotada por 1-0, alcançou também o objectivo da qualificação (beneficiando da igualdade, 1-1, entre os Empregados do Comércio e o Marinhais); por fim, em Fazendas de Almeirim, o Fazendense conseguiu a proeza de derrotar o líder do campeonato, Coruchense (cujo último desaire datava já de 30 de Outubro do ano passado, no desafio em que recebera o U. Tomar), vencendo por 2-0, garantindo assim igualmente o apuramento para a fase a eliminar.

Por seu lado, nos encontros entre conjuntos da II Divisão, realce para o triunfo do U. Santarém sobre o Vale da Pedra (3-1), como que numa espécie de “final” entre ambos, possibilitando aos escalabitanos confirmar o 2.º lugar na sua série e consequente qualificação.

Surpresas – Tendo os favoritos seguido em frente, num lote de 16 apurados, integrando apenas quatro clubes do escalão secundário – qualificados na série 7 (Moçarriense e U. Santarém), em que todos os quatro concorrentes militam na II Divisão; e nas séries 3 (U. Abrantina) e 5 (Glória do Ribatejo), que integravam três equipas desta divisão –, pelo que apenas foram eliminadas duas turmas da I Divisão (Empregados do Comércio, na série 6, e Samora Correia, na série 8, ambas compostas por 3 clubes do principal escalão), há, não obstante, algumas surpresas a assinalar.

Desde logo, precisamente, o empate do Samora Correia frente ao Barrosense, também por 1-1; assim como a já antes referida igualdade entre “Caixeiros” e Marinhais, pela mesma marca; ou, ainda a um golo, outro empate, entre Rio Maior e Pego, resultado que, não obstante, ditou o afastamento dos “donos da casa” (em favor do Amiense); e, por fim, igualmente a uma bola, a igualdade, em Tomar, numa partida entre duas formações já apuradas, com a disputa do 1.º lugar no grupo a ficar definida apenas do desempate por pontapés da marca de grande penalidade (fórmula em que os tomarenses viriam a sair vencedores).

Os nabantinos, com um “onze” bastante remodelado, fazendo “rodar” alguns jogadores habitualmente menos utilizados, entraram com boa atitude, assumindo desde cedo a iniciativa e o controlo do jogo, mas, com o decorrer do tempo, não tendo conseguido inaugurar o marcador, viriam a permitir aos abrantinos começar a libertar-se mais da sua zona defensiva, ensaiando alguns lances de contra-ataque, tendo conseguido mesmo colocar-se em vantagem. No segundo tempo, continuando a porfiar, os visitados acabariam por chegar ao tento da igualdade.

Também inesperada, sobretudo pela expressão do marcador (3-0), seria a vitória do Alferrarede sobre a U. Atalaiense, o que custou aos visitantes a possibilidade de apuramento.

Confirmações – Nos restantes desafios entre equipas de escalão diferente, os conjuntos da I Divisão confirmaram o seu favoritismo, de forma mais vincada no caso do Torres Novas, com uma goleada (6-0, face ao Espinheirense), com o Amiense a ganhar fora de casa, ao Aldeiense (2-0), tendo o U. Almeirim vencido o jogo ante o Glória do Ribatejo por tangencial 1-0.

Por fim, nos jogos entre conjuntos da II Divisão Distrital, o Caxarias bateu o Ferreira do Zêzere por 2-0 (ambas as equipas estavam já afastadas da possibilidade de apuramento), tendo o Moçarriense (já qualificado) ido ganhar por 2-1 ao terreno do Forense, enquanto Porto Alto e Benfica do Ribatejo (ambos também já virtualmente eliminados) empataram a duas bolas.

Campeonato de Portugal – Na penúltima jornada da primeira fase da prova, o Fátima, empatando (também 2-2) em Cernache do Bonjardim, garantiu a conquista do 1.º lugar na sua série; por seu lado, o Alcanenense confirmou o favoritismo, ganhando em Gáfete por 1-0, isolando-se no 4.º posto, agora já com confortável margem de 13 pontos face à “linha de água”.

Antevisão – No próximo fim-de-semana, regressam os campeonatos distritais, com a curiosidade de uma imediata “reedição” do confronto entre Fazendense e Coruchense, certamente com o líder da I Divisão a procurar rectificar a desfeita sofrida na Taça. Mas, se o guia não terá tarefa fácil, menos difícil não deverá ser a deslocação do 2.º classificado, Riachense, a Amiais de Baixo, ao terreno do 3.º classificado, Amiense. Dois jogos de grande aliciante em perspectiva. Quanto ao União de Tomar, recebe o Pego, que vem de três desaires sucessivos para o campeonato, esperando-se que possa confirmar o seu favoritismo.

Na II Divisão, realce para os seguintes encontros: U. Abrantina-Ferreira do Zêzere e Rio Maior-Aldeiense, a Norte; e Forense-U. Santarém e Benfica do Ribatejo-Glória, na série mais a Sul.

O Campeonato de Portugal atinge a sua derradeira ronda desta fase, com o Fátima, já vencedor da série, a receber, em jogo vital para a qualificação para a série de disputa da promoção, o Sertanense, que deverá necessitar imperiosamente de vencer, para evitar ser ultrapassado, sobre a “linha de meta”, pelos seus mais imediatos perseguidores. O Alcanenense recebe o Caldas, estando directamente em jogo a disputa da 4.ª posição final na respectiva série.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 26 de Janeiro de 2017)

Janeiro 29, 2017 at 11:00 am Deixe um comentário

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 13ª Jornada

Sp. Tomar – Valença – 6-6
Turquel – Candelária – 4-4
Juv. Viana – Paço Arcos – 6-5
Barcelos – Sanjoanense – 6-0
Riba d’Ave – FC Porto – 2-11
Valongo – Oliveirense – 4-5
Benfica – Sporting – 5-4

1º Benfica, 36; 2º FC Porto, 34; 3º Oliveirense, 33; 4º Sporting, 28; 5º Barcelos, 25; 6º Juv. Viana, 19; 7º Valongo, 17; 8º Sp. Tomar e Riba d’Ave, 13, 10º Turquel, 11; 11º Paço Arcos, Candelária e Valença, 10; 14º Sanjoanense, 7

Janeiro 28, 2017 at 11:34 pm 2 comentários

Taça do Ribatejo – Sorteio dos 1/8 de final

At. Ouriense – Glória do Ribatejo
Riachense – Torres Novas
Amiense – Fazendense
Coruchense – Pego
Cartaxo – U. Tomar
U. Abrantina – U. Almeirim
Mação – Moçarriense
Benavente – U. Santarém

Janeiro 25, 2017 at 10:46 pm Deixe um comentário

Taça Ribatejo – Fase Grupos – 3ª Jornada

Série 1

Aldeiense – Amiense – 0-2
Rio Maior – Pego – 1-1

1º Pego, 7; 2º Amiense, 6; 3º Rio Maior, 4; 4º Aldeiense, 0

Série 2

Mação – At. Ouriense – 1-1
Alferrarede – U. Atalaiense – 3-0

1º Mação, 7; 2º At. Ouriense, 4; 3º Alferrarede e U. Atalaiense, 3

Série 3

Caxarias – Ferreira do Zêzere – 2-0
U. Tomar – U. Abrantina – 1-1

1º U. Tomar, 7; 2º U. Abrantina, 7; 3º Caxarias, 3; 4º Ferreira do Zêzere, 0

Série 4

Torres Novas – Espinheirense – 6-0
Riachense – Tramagal – 10-0

1º Riachense, 9; 2º Torres Novas, 6; 3º Tramagal, 3; 4º Espinheirense, 0

Série 5

Porto Alto – Benfica do Ribatejo – 2-2
U. Almeirim – Glória do Ribatejo – 1-0

1º U. Almeirim, 9; 2º Glória do Ribatejo, 6; 3º Benfica do Ribatejo e Porto Alto, 1

Série 6

Empregados do Comércio – Marinhais – 1-1
Cartaxo – Benavente – 1-0

1º Cartaxo, 9; 2º Benavente, 4; 3º Marinhais, 2; 4º Empregados do Comércio, 1

Série 7

U. Santarém – Vale da Pedra – 3-1
Forense – Moçarriense – 1-2

1º Moçarriense, 9; 2º U. Santarém, 6; 3º Vale da Pedra, 3; 4º Forense, 0

Série 8

Fazendense – Coruchense – 2-0
Barrosense – Samora Correia – 1-1

1º Fazendense, 7; 2º Coruchense, 6; 3º Samora Correia, 2; 4º Barrosense, 1

Garantiram o apuramento para os 1/8 de final as seguintes 16 equipas: Pego, Amiense, Mação, At. Ouriense, U. Tomar, U. Abrantina, Riachense, Torres Novas, U. Almeirim, Glória do Ribatejo, Cartaxo, Benavente, Moçarriense, U. Santarém, Fazendense e Coruchense.

Janeiro 22, 2017 at 6:28 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos Artigos mais recentes


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Fevereiro 2017
M T W T F S S
« Jan    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728  

Arquivos

Categorias