Campeonatos Distritais Futebol – 6ª Jornada / 4ª Jornada

I Divisão (6ª jornada)

Ferreira do Zêzere – Emp. Comércio – 3-0
At. Ouriense – Riachense – 5-2
U. Abrantina – Fazendense – 1-3
Moçarriense – Samora Correia – 1-1
Cartaxo – Torres Novas – 0-2
U. Almeirim – U. Tomar – 1-1
Amiense – Mação – 0-1

                       Jg     V     E     D       G       Pt
 1º Mação               6     6     -     -    14 -  3    18
 2º Torres Novas        6     5     -     1    13 -  6    15
 3º Samora Correia      6     4     2     -    13 -  6    14
 4º Fazendense          6     3     3     -    15 -  5    12
 5º U. Almeirim         6     3     2     1    12 -  5    11
 6º At. Ouriense        6     3     1     2    12 - 11    10
 7º Amiense             6     3     -     3     9 -  9     9
 8º U. Tomar            6     2     2     2    11 -  9     8
 9º Ferreira Zêzere     6     2     1     3    11 - 13     7
10º Cartaxo             6     2     1     3     6 -  9     7
11º Emp. Comércio       6     1     1     4     6 - 14     4
12º Moçarriense         6     -     2     4     5 - 13     2
13º Riachense           6     -     1     5     7 - 19     1
14º U. Abrantina        6     -     -     6     4 - 16     -

II Divisão

Série B (4ª jornada)

Folga: Pontével
Porto Alto – Forense – 1-1
Vale da Pedra – Barrosense – 1-2
Marinhais – Benavente – 0-0
U. Santarém – Benfica do Ribatejo – 4-1
Salvaterrense – Glória do Ribatejo – 1-2

1º Benavente e Glória do Ribatejo, 10; 3º Barrosense, 9; 4º U. Santarém, 7; 5º Marinhais, 5; 6º Forense, 4; 7º Benfica do Ribatejo, 4; 8º Pontével, 3; 9º Salvaterrense, 1; 10º Vale da Pedra e Porto Alto, 1

Anúncios

Novembro 5, 2017 at 7:25 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 5ª Jornada

Pulsar-05

(“O Templário”, 02.11.2017)

Enquanto o Mação “soma e segue”, ampliando já para cinco o número de vitórias consecutivas no campeonato – o melhor arranque de qualquer clube no Distrital, nos últimos cinco anos, a par do registado pelo Torres Novas em 2013-14, época na qual, curiosamente, viria a terminar a prova apenas no 3.º lugar –, o União de Tomar foi surpreendido no seu terreno, perdendo com o Cartaxo, vendo cavar-se assim um fosso, já de oito pontos, face aos maçaenses.

Destaques – O primeiro destaque vai, uma vez mais, para o triunfo do Mação, em nova prova de força, impondo-se ao até então vice-líder, U. Almeirim, cedo chegando a uma vantagem de dois tentos, apenas vindo a consentir o 2-1 final já próximo do termo da partida. A questão que se começa a suscitar é a de quem poderá travar os maçaenses?

Noutro plano, o da disputa pela manutenção, merecem realce as importantes vitórias alcançadas pelo Ferreira do Zêzere e pelos Empregados do Comércio.

Se os Caixeiros, recebendo o Amiense, porventura ainda algo aturdido pelo desaire da semana anterior, conseguiram a proeza de operar uma reviravolta no marcador, para acabar por ganhar por 3-2, como que a demonstrar que haverá que contar, uma vez mais, com a capacidade de resiliência deste grupo, já os ferreirenses, indo ganhar a Riachos (2-1), perante um adversário directo, obtêm uma vantagem importante, não só a nível pontual, como, sobretudo, em termos anímicos, ao mesmo tempo que contribuem para agravar a crise do Riachense, nada habituado a estas “andanças” (mantém-se no penúltimo lugar, com um único ponto averbado até à data, tendo realizado já três jogos no seu terreno).

Surpresa – Outra vez surpresa pela negativa, o União de Tomar foi desfeiteado em casa, na recepção ao Cartaxo – segunda equipa sucessiva que troca de treinador precisamente antes de defrontar os tomarenses – consentindo a reviravolta no marcador, perdendo por 1-2.

Depois da descolorida exibição na Moçarria, o conjunto unionista entrou em campo com atitude bastante positiva, assumindo a iniciativa do jogo, tendo sido, ainda relativamente cedo, recompensado com o tento que inaugurou o marcador, podendo ter ainda dilatado tal vantagem. Porém, viria a pagar caro a desconcentração e falhas que possibilitaram, primeiro, o golo do empate, que acusou em demasia, e, pouco tempo volvido, a inversão do resultado.

Na segunda parte, os tomarenses, muito esforçados, tudo fizeram para tentar reverter a situação, mas, por infelicidade, alguma precipitação em tentar fazer “depressa e bem”, ou por mérito do opositor, foram impotentes para, pelo menos, chegar ao empate. Um desfecho muito penalizador face ao trabalho desenvolvido em campo, e que obrigará a reflexão e reposicionamento.

A partir de agora, já tão inesperadamente distante da frente, numa fase ainda tão prematura do campeonato (ainda no mês de Outubro!), o União terá de colocar de lado – possivelmente durante largas semanas – a ideia do 1.º lugar, deixando de pensar na tabela classificativa, concentrando-se exclusivamente em ganhar o “próximo jogo”. No final se farão as contas…

Confirmações – Confirmou-se o favoritismo do Torres Novas ante o Moçarriense, com um tranquilo e convincente triunfo (3-0), assim como do Samora Correia na recepção ao “lanterna vermelha”, U. Abrantina, pese embora os números tangenciais da vitória dos samorenses (2-1), perante um adversário que procura materializar em pontos o futebol que tem apresentado.

Também expectável seria o empate (1-1) registado em Fazendas de Almeirim, entre Fazendense e At, Ouriense, duas equipas que vêm demonstrando poder aspirar à metade de cima da tabela.

II Divisão Distrital – Na série a Norte, volta a merecer realce a U. Atalaiense, que, depois do 5-0 da ronda inaugural, voltou a golear (4-0), perante o Ortiga. Partilha a liderança com Aldeiense, Espinheirense e Tramagal. A Sul, o Benavente continua a ganhar (3-0 ao Vale da Pedra, somando terceira vitória em outros tantos jogos), seguido pelo Glória, que não foi além do nulo face ao U. Santarém. Merece ainda menção a goleada (4-1) do Forense ante o Pontével.

Campeonato de Portugal – Na 8.ª ronda da prova, no duelo entre dois clubes do Distrito, o Fátima, recebendo o Alcanenense, conseguiu finalmente quebrar o enguiço, ganhando pela primeira vez (2-1); poderá vir entretanto a somar mais três pontos por via administrativa, caso se confirme a sanção ao Lusitânia dos Açores. Por seu lado, também o Coruchense obteve uma importante vitória, frente à equipa do Loures (1-0). A turma de Alcanena ocupa agora o 6.º lugar, seguida de imediato pela formação de Coruche – mas, apenas, dois pontos e um ponto acima da “linha de água”, respectivamente –, mantendo os fatimenses, para já, a última posição.

Antevisão – Depois da disputa – no feriado, a meio da semana – da última jornada da fase de grupos da Taça do Ribatejo (com o primeiro dos jogos em que o U. Tomar se via “obrigado” a ganhar), prossegue a I Divisão Distrital, com outro desafio de crucial importância para os tomarenses, com uma deslocação de elevado grau de dificuldade, para defrontar o U. Almeirim.

Mas, também o líder, Mação, será mais uma vez colocado à prova, na visita a Amiais de Baixo, enquanto, por seu lado, o Samora Correia, agora 2.º classificado, somente dois pontos abaixo dos maçaenses, terá também de se aplicar na saída até à Moçarria. O Cartaxo-Torres Novas será também um encontro a merecer interesse, atenta a evolução que estas equipas vêm revelando.

Na II Divisão, apenas se jogará na série mais a Sul, com o Marinhais-Benavente a constituir novo teste ao líder, sendo, por outro lado, também de realçar o “derby” Salvaterrense-Glória do Ribatejo, pese embora pareça pender para a turma da Glória maior dose de favoritismo.

No Nacional, o Alcanenense recebe o Eléctrico de Ponte de Sôr, cabendo ao Coruchense ser visitado pelo Sintrense, esperando-se que possam fazer valer o “factor casa”. O Fátima procurará voltar a somar pontos, na deslocação a Pêro Pinheiro, actual penúltimo classificado.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 2 de Novembro de 2017)

Novembro 5, 2017 at 12:00 pm Deixe um comentário

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 3ª Jornada

Inf. Sagres – H. Grândola – 6-4
Sporting – Sp. Tomar – (08.11.2017)
FC Porto – Juv. Viana – (21.11.2017)
Benfica – Turquel – (08.11.2017)
Paço Arcos – Valença – 6-4 (01.11.2017)
Barcelos – Valongo – (08.11.2017)
Oliveirense – H. Braga – (08.11.2017)

1º FC Porto, Sporting, Oliveirense, Benfica e Barcelos, 6; 6º Turquel, Valongo e Juv. Viana, 3; 9º Valença, Paço Arcos e Inf. Sagres, 3; 12º H. Braga e Sp. Tomar, 0 ; 14º H. Grândola, 0

Novembro 5, 2017 at 12:09 am Deixe um comentário

Taça Ribatejo – Fase Grupos – 3ª Jornada

Série 1

Aldeiense – Mação – 0-7
U. Tomar – At. Ouriense – 4-0

1º Mação, 9; 2º U. Tomar, 6; 3º At. Ouriense, 3; 4º Aldeiense, 0

Série 2

Caxarias – Espinheirense – 2-3
Folga: U. Atalaiense

1º U. Atalaiense, 6; 2º Espinheirense, 3; 3º Caxarias, 0

Série 3

Alferrarede – U. Abrantina – 2-1
At. Pernes – Ortiga – 2-2 (Adiado para 05.11.2017)

1º Alferrarede, 9; 2º U. Abrantina, 6; 3º Ortiga e At. Pernes, 1

Série 4

Tramagal – Amiense – 1-3
Folga: Torres Novas

1º Amiense, 6; 2º Torres Novas, 3; 3º Tramagal, 0

Série 5

Pego – Rio Maior – 1-1
Folga: Ferreira do Zêzere

1º Ferreira do Zêzere, 6; 2º Rio Maior e Pego, 1

Série 6

Benfica do Ribatejo – Benavente – 0-2
Folga: Fazendense

1º Fazendense, 6; 2º Benavente, 3; 3º Benfica do Ribatejo, 0

Série 7

Moçarriense – Empregados do Comércio – 2-3
Samora Correia – Barrosense – 3-1

1º Empregados do Comércio, 7; 2º Samora Correia, 6; 3º Barrosense, 2; 4º Moçarriense, 1

Série 8

U. Almeirim – Riachense – 2-3
Porto Alto – Glória do Ribatejo – 1-1

1º Riachense, 6; 2º Glória do Ribatejo, 5; 3º U. Almeirim, 4; 4º Porto Alto, 1

Série 9

U. Santarém – Forense – 4-0
Pontével – Vale da Pedra – 1-1

1º U. Santarém, 9; 2º Pontével e Vale da Pedra, 4; 4º Forense, 0

Série 10

Cartaxo – Salvaterrense – 0-0
Folga: Marinhais

1º Marinhais, 4; 2º Cartaxo, 2; 3º Salvaterrense, 1

Garantiram o apuramento para os 1/8 de final os vencedores de série – Mação, U. Atalaiense, Alferrarede, Amiense, Ferreira do Zêzere, Fazendense, Empregados do Comércio, Riachense, U. Santarém e Marinhais -, assim como os seis melhores 2.º classificados: U. Tomar, U. Abrantina, Torres Novas, Benavente, Samora Correia e Glória do Ribatejo.

As grandes surpresas foram as eliminações de Cartaxo (numa série com duas equipas do escalão secundário) e do U. Almeirim (também suplantado pelo Glória do Ribatejo, da II Divisão). Por seu lado, o At. Ouriense foi eliminado na série mais difícil, superado pelo Mação e U. Tomar. Na outra série com três equipas primodivisionárias, foi o Moçarriense a ficar de fora.

Novembro 1, 2017 at 9:08 pm Deixe um comentário

Campeonatos Distritais Futebol – 5ª Jornada / 3ª Jornada

I Divisão (5ª jornada)

Riachense – Ferreira do Zêzere – 1-2
Fazendense – At. Ouriense – 1-1
Samora Correia – U. Abrantina – 2-1
Torres Novas – Moçarriense – 3-0
U. Tomar – Cartaxo – 1-2
Mação – U. Almeirim – 2-1
Emp. Comércio – Amiense – 3-2

                       Jg     V     E     D       G       Pt
 1º Mação               5     5     -     -    13 -  3    15
 2º Samora Correia      5     4     1     -    12 -  5    13
 3º Torres Novas        5     4     -     1    11 -  6    12
 4º U. Almeirim         5     3     1     1    11 -  4    10
 5º Fazendense          5     2     3     -    12 -  4     9
 6º Amiense             5     3     -     2     9 -  8     9
 7º U. Tomar            5     2     1     2    10 -  8     7
 8º Cartaxo             5     2     1     2     6 -  7     7
 9º At. Ouriense        5     2     1     2     7 -  9     7
10º Ferreira Zêzere     5     1     1     3     8 - 13     4
11º Emp. Comércio       5     1     1     3     6 - 11     4
12º Moçarriense         5     -     1     4     4 - 12     1
13º Riachense           5     -     1     4     5 - 14     1
14º U. Abrantina        5     -     -     5     3 - 13     -

II Divisão

Série A (2ª jornada)

Caxarias – Espinheirense – 0-1
Tramagal – Rio Maior – 2-1
U. Atalaiense – Ortiga – 4-0
Aldeiense – At. Pernes – 2-1
Pego – Alferrarede – 0-1

1º U. Atalaiense, Aldeiense, Espinheirense e Tramagal, 6; 5º Rio Maior e Alferrarede, 3; 7º Pego, Caxarias, Ortiga e At. Pernes, 0

Série B (3ª jornada)

Forense – Pontével – 4-1
Barrosense – Porto Alto – 2-0
Benavente – Vale da Pedra – 3-0
Benfica do Ribatejo – Marinhais – 0-1
Glória do Ribatejo – U. Santarém – 0-0
Folga: Salvaterrense

1º Benavente, 9; 2º Glória do Ribatejo, 7; 3º Barrosense, 6; 4º U. Santarém, 4; 5º Benfica do Ribatejo e Marinhais, 4; 7º Forense, 3; 8º Pontével, 3; 9º Salvaterrense, 1; 10º Vale da Pedra, 1; 11º Porto Alto, 0

Outubro 29, 2017 at 6:20 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 4ª Jornada

Pulsar-04

 

(“O Templário”, 26.10.2017)

Na retoma do campeonato distrital da I Divisão, com a disputa da sua 4.ª jornada, o Mação, mercê de um categórico triunfo no Cartaxo, mantendo assim o pleno de vitórias, isolou-se no comando da prova, beneficiando do pesado desaire sofrido pelo Amiense em Almeirim. Bastaram quatro rondas para que as posições do pódio passassem a ser ocupadas por três dos principais candidatos ao título: para além dos maçaenses, o U. Almeirim e o Samora Correia.

Destaques – O principal realce vai, precisamente, para a vitória (3-1) do Mação no Cartaxo, frente a um auto-anunciado candidato, mas que, rapidamente parece deixar de o ser (atendendo ao atraso de oito pontos que regista já, precisamente para o seu opositor nesta partida), pese embora este ter sido o jogo de estreia em casa dos cartaxeiros, mas, no qual, chegaram a ter uma desvantagem de três golos. Um desfecho tanto mais digno de nota, se recordarmos que, em seis encontros no Cartaxo, nos últimos sete anos, nunca os maçaenses haviam conseguido vencer.

Paralelamente, assinala-se a goleada imposta pelo U. Almeirim na recepção ao até então co-líder, Amiense, batido por 4-0, numa demonstração de força dos almeirinenses, face a um conjunto que, até agora, registava por triunfos os jogos disputados nesta edição do campeonato.

Igualmente a destacar o triunfo averbado pelo Samora Correia na sempre difícil visita a Ourém, por tangencial 1-0, o suficiente para catapultar os visitantes para o trio da dianteira. Os oureenses, com comportamento algo irregular, voltaram assim a ser desfeiteados, depois das duas derrotas registadas nos confrontos com o Mação, para o campeonato e para a Taça.

Por fim, é de notar ainda a vitória (igualmente por 3-1) alcançada pelo Torres Novas na deslocação a Abrantes, perante a U. Abrantina, que é agora “lanterna vermelha”, sendo a única equipa só com derrotas – tendo os seus outros quatro parceiros até agora pontuado nesta jornada. Tal proporciona aos torrejanos – para já com um único “passo em falso”, em casa, ante o At. Ouriense – repartir agora o 4.º posto com a turma de Amiais de Baixo.

Surpresa – A “meia” surpresa da jornada ocorreu na Moçarria, onde o União de Tomar não conseguiu melhor do que a repartição de pontos, voltando a atrasar-se face ao topo da tabela. Num terreno difícil, de reduzidas dimensões (em especial a sua largura, originando grandes aglomerações na zona intermédia do campo, com os jogadores em “choques” sistemáticos) e o facto de a bola saltar muito, a par de uma temperatura relativamente elevada para a época do ano, tais condicionantes beneficiariam quem, teoricamente, pretenderia defender.

Porém, contrariamente ao que seriam as expectativas, a formação do Moçarriense – que acumulara derrotas nas três rondas iniciais da prova, tendo entretanto deixado de contar com o seu treinador – surgiria em campo bastante aguerrida, com todos os jogadores a entregar-se à luta, com agressividade pela positiva, desde cedo surpreendendo os unionistas, que, ao longo de praticamente todo o encontro, denotariam uma flagrante incapacidade de construir jogo.

Ao invés, beneficiando da melhor adaptação às condições do terreno, assim como da atitude imprimida neste desafio, seria a turma da Moçarria quem mais procurou pôr a bola no chão, ensaiando algumas jogadas com pés e cabeça, assustando os tomarenses com um par de lances de perigo, antes de Wemerson, numa das suas rápidas incursões, apenas ser travado em falta, o que resultaria na grande penalidade que colocou o União de Tomar em vantagem.

Todavia, no segundo tempo, a exibição dos tomarenses seria ainda mais confrangedora, sobretudo após terem consentido o tento do empate, numa fase em que era também já muito difícil jogar com “cabeça”, dadas as constantes interrupções de jogo, com o árbitro a “apitar a tudo”. Em todos esse período, da parte dos visitantes, fica o registo para apenas dois lances de futebol trabalhado, um dos quais, por infelicidade, não resultou no 2-0, após excelente trabalho, num remate cruzado de Rui Pedro Lopes, a sair ligeiramente ao lado da baliza. Um candidato necessita demonstrar bem mais que aquilo que o União apresentou na Moçarria, a vários níveis.

Confirmações – Nas restantes partidas, confirmaram-se as dificuldades já antecipada para o Fazendense em Ferreira do Zêzere, empatando a duas bolas, por coincidência o mesmo desfecho que se registou em Riachos, entre Riachense e Empregados do Comércio, que, assim, se mantêm em posições na cauda da tabela, precisamente a par dos ferreirenses e do Moçarriense.

II Divisão Distrital – Na ronda de abertura da série mais a Norte, destaque para as goleadas obtidas pela U. Atalaiense (5-0) e pelo Aldeiense (5-2), ambos na condição de forasteiros, respectivamente ante o At. Pernes e o Alferrarede, que estreava o seu novo sintético. A Sul, o Benavente ganhou também por 5-2, no Porto Alto, repartindo o comando, após as duas jornadas iniciais, com o Glória do Ribatejo, vencedor do “derby”, em Marinhais, por 2-0.

Campeonato de Portugal – Na 7.ª jornada do Nacional, as três equipas do Distrito somaram outros tantos desaires, com o Coruchense e o Fátima a consentirem, ambos, a reviravolta no marcador, nas suas viagens aos Açores, perdendo, respectivamente ante o Guadalupe (2-1) e o Praiense (3-2), em duas comprometedoras derrotas, com os fatimenses já perante um fosso de seis pontos em relação à “linha de água”. Por seu lado, o Alcanenense foi surpreendido no seu reduto, perdendo (0-2) com o Sacavenense, tendo baixado ao lote dos 4.º a 6.º classificados.

Antevisão – Na I Divisão Distrital, prosseguem os duelos de grande cartaz, com um apetecido Mação-U. Almeirim, colocando frente a frente os actuais dois primeiros classificados. A merecer também honras de destaque, o U. Tomar-Cartaxo, com os unionistas “sem margem de erro”. De interesse será também, certamente, o Fazendense-At. Ouriense.

Na II Divisão, a Norte, teremos o “derby” Pego-Alferrarede, assim como o curioso confronto entre dois históricos, Tramagal-Rio Maior. A Sul, o jogo grande será o Glória-U. Santarém.

No Nacional, a anotar, em particular, o encontro entre Fátima e Alcanenense, quase já um “tudo ou nada” para os fatimenses, cabendo ao Coruchense receber o actual 3.º classificado, Loures.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 26 de Outubro de 2017)

Outubro 29, 2017 at 12:00 pm Deixe um comentário

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 2ª Jornada

Inf. Sagres – Oliveirense – 4-9
H. Grândola – Sporting – 1-4
Sp. Tomar – FC Porto – 2-5
Juv. Viana – Benfica – 2-3 (29.10.2017)
Turquel – Paço Arcos – 8-3
Valença – Barcelos – 1-4
Valongo – H. Braga – 5-2

1º FC Porto, Sporting, Oliveirense, Benfica e Barcelos, 6; 6º Turquel, Valongo, Juv. Viana e Valença, 3; 10º H. Braga, Paço Arcos, Sp. Tomar, Inf. Sagres e H. Grândola, 0

Outubro 28, 2017 at 7:32 pm 1 comentário

Artigos Mais Antigos Artigos mais recentes


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Novembro 2017
S T Q Q S S D
« Out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Categorias