Arquivo por Autor

Hóquei em Patins – Taça de Portugal – Final – FC Porto – Sp. Tomar

Sporting Clube de Tomar No momento mais alto da centenária história do Sporting Clube de Tomar, a equipa senior de Hóquei em Patins do clube marcou, pela primeira vez, presença na Final da Taça de Portugal, disputada no Pavilhão Multiusos de Gondomar, culminando uma excelente campanha na prova, na qual eliminou, sucessivamente, as equipas do Infante de Sagres, Paço de Arcos, Sanjoanense e Física de Torres Vedras.

Porventura acusando a inexperiência a este altíssimo nível, a equipa tomarense foi “surpreendida”, consentindo dois golos logo nos quatro minutos iniciais. Curiosamente, não vacilando, o grupo nabantino recompôs-se, serenou, e, até final da primeira parte, realizou excelente exibição, dando notável réplica a um opositor com recursos incomensuravelmente superiores – e, praticamente a jogar “em casa” -, mantendo a sua baliza inviolada, tendo inclusivamente disposto de algumas oportunidades para marcar.

Na segunda metade, o Sporting de Tomar continuou a porfiar em busca do golo, obrigando o guardião contrário, o espanhol Carles Grau, a soberba intervenção. Inevitavelmente, a fadiga começaria a fazer-se sentir, com o FC Porto a marcar outros dois tentos, no espaço de apenas um minuto, dilatando o marcador para um já pesado 4-0. Não desistindo nunca, os tomarenses acabariam mesmo por chegar ao “golo de honra”, num justíssimo prémio ao esforço, dignidade e brio evidenciados.

As equipas do FC Porto e do Sporting de Tomar voltarão a encontrar-se, no arranque da próxima temporada, para disputar a “Supertaça António Livramento”.

No palmarés da prova, o FC Porto – que, na semana passada, de forma bastante polémica, reconquistara o título de Campeão Nacional que lhe escapara nas três últimas épocas -, repete a vitória na Taça de Portugal, que obtivera já na temporada anterior, superando assim, com o 16.º troféu averbado na competição, o Benfica (vencedor por 15 vezes), ambos a larga distância dos restantes clubes que já registaram triunfos.

Sporting Tomar -2016-17
Ficha do jogo:

FC Porto – Carles Grau, José “Rafa” Costa, Reinaldo “Nalo” Garcia, Gonçalo Alves e Hélder Nunes; Nelson Filipe Magalhães, Vítor Hugo, Telmo Pinto, Jorge Silva e Antoni “Ton” Baliu

Sp. Tomar – Marco Gaspar, João Lomba, Pedro Martins, Ivo Silva e Paulo Passos; Nuno Peça, David Costa, Hernâni Diniz, João Alves “Joka” e Tiago Godinho

1-0 – Gonçalo Alves – 2m
2-0 – Hélder Nunes – 4m
3-0 – Reinaldo “Nalo” Garcia – 35m
4-0 – Jorge Silva – 36m
4-1 – João Alves “Joka” – 45m
5-1 – Vítor Hugo – 50m

Árbitros – Rui Torres e José Pinto

Palmarés da prova:

  • FC Porto – 16 (1983, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1996, 1998, 1999, 2005, 2006, 2008, 2009, 2013, 2016 e 2017)
  • Benfica – 15 (1963, 1978, 1979, 1980, 1981, 1982, 1991, 1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2010, 2014 e 2015)
  • Sporting – 4 (1976, 1977, 1984 e 1990)
  • Barcelos – 4 (1992, 1993, 2003 e 2004)
  • Oliveirense – 3 (1997, 2011 e 2012)
  • Malhangalene – 1 (1964)
  • H. Cambra – 1 (2007)

Junho 25, 2017 at 8:52 pm 1 comentário

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – Classificação rectificada

                       Jg     V     E     D       G       PT
 1º FC Porto           24    20     2     2   160 - 65    62
 2º Benfica            24    19     3     2   180 - 92    60
 3º Oliveirense        24    19     1     4   118 - 76    58
 4º Sporting           24    16     4     4   123 - 81    52
 5º Barcelos           24    15     3     6   108 - 77    48
 6º Juv. Viana         24    12     2    10    87 - 77    38
 7º Valongo            24    11     1    12    92 - 96    34
 8º Valença            24     6     3    15    72 -116    21
 9º Turquel            24     6     2    16    79 -116    20 
10º Sporting de Tomar  24     6     2    16    72 -111    20
11º Paço Arcos         24     6     1    17    69 -116    19
12º Candelária         24     4     2    18    58 -112    14
13º Sanjoanense        24     2     2    20    58 -141     8
14º Riba d'Ave          -     -     -     -     - -  -     -

Entretanto, uma semana depois de finalizado o Campeonato Nacional da I Divisão de Hóquei em Patins, a Federação de Patinagem de Portugal deliberou – na sequência de reunião de 21.06.2017 do seu Conselho Disciplinar – sancionar o Riba d’Ave com derrotas por falta de comparência nos jogos disputados a 26.11.2016 (da 8.ª jornada, com o Sporting de Tomar) e a 07.01.2017 (da 11.ª jornada, com o Paço de Arcos), devido a inscrição irregular do delegado ao jogo.

Dado que a equipa de Riba d’Ave havia sido já alvo de idêntica sanção no jogo realizado a 08.04.2017 (da 19.ª jornada, com a Juv. Viana), a acumulação de três derrotas por falta de comparência dita, nos termos regulamentares, a desclassificação do clube do campeonato, deixando assim de contar todos os resultados dos jogos em que interveio, o que provoca uma alteração na classificação final do campeonato, neste caso, lamentavelmente, em prejuízo do Sporting de Tomar, que se vê relegado para o 10.º lugar, em benefício do Valença.

A este propósito, a consultar, o comunicado do Riba d’Ave, no qual o clube expressa a sua indignação pela injustiça que estará a sofrer.

Depois do sucedido no passado fim-de-semana, na última ronda do campeonato, com o Benfica a ser penalizado com a invalidação de um golo, a cerca de 20 segundos do fim do jogo com o Sporting, o que lhe custou o título de Campeão, a classificação desta época fica assim, uma vez mais, gravemente desvirtuada, com o Sporting de Tomar a perder, “na secretaria”, o que justamente conquistara dentro da pista, vítima de situações envolvendo terceiros.

Situações – em prejuízo da modalidade Hóquei em Patins – que ficam à reflexão da FPP, que, por outro lado, culminaram com a – também injustificada – falta de comparência do Benfica na “Final Four” da Taça de Portugal.

Junho 24, 2017 at 8:08 pm 2 comentários

Hóquei em Patins – Taça de Portugal – 1/2 finais

Sp. Tomar – Física Torres – 3-1
Benfica – FC Porto – FC-V

O Sporting de Tomar apurou-se, pela primeira vez no seu historial, para a final da Taça de Portugal, que disputará amanhã, no Pavilhão de Gondomar, ante o FC Porto, que beneficiou da falta de comparência do Benfica (em protesto relativamente às incidências do jogo da semana passada, a contar para a última jornada do campeonato).

Ficha do jogo:

Sp. Tomar – Marco Gaspar, João Lomba, Pedro Martins, Ivo Silva e Paulo Passos; Nuno Peça, David Costa, Hernâni Diniz, João Alves “Joka” e Tiago Godinho

Física de Torres Vedras – Ricardo Miranda “Gordini”, André Gaspar, Pedro Lourenço “Preto”, João Lima e Vicente Alves; Bernardo Antunes “AC”, Carlos “Carlitos” Godinho, Carlos Garrancho, Diogo Miranda “Diego” e Fábio “Fabinho” Cambão

1-0 – Paulo Passos – 3m
2-0 – Ivo Silva – 15m
3-0 – Ivo Silva – 21m
3-1 – André Gaspar – 33m

Árbitros – Orlando Panza e Sílvia Coelho

Uma referência final à singela homenagem prestada pelo Sporting de Tomar às vítimas da tragédia decorrente dos incêndios que tiveram início no passado sábado, na região de Pedrógão Grande, Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos, com os jogadores envergando nas suas camisolas os nomes das localidades afectadas por tal flagelo.

sctomar-abola1sctomar-abola2
(fotos “A Bola”)

Junho 24, 2017 at 3:37 pm 1 comentário

X Torneio Internacional dos Templários

X Torneio Internacional Templários

Cerca de três centenas de “traquinas”, nascidos em 2009 e 2010 (“sub-8”), em representação de 24 equipas, chegados de lés a lés de Portugal – desde o Minho ao Algarve, da Cova da Piedade até Viseu –, assim como da raia espanhola (Badajoz e Mérida), preencheram de cor não só o Estádio Municipal como a própria cidade de Tomar (conjuntamente com as respectivas “claques”, formadas preponderantemente pelos pais e outros familiares), a pretexto do X Torneio Internacional dos Templários em futebol, disputado no passado fim-de-semana, uma iniciativa e organização do União de Tomar que, iniciada em 2007, constitui já uma das principais referências a nível nacional neste escalão etário.

Sob um calor inclemente – no sábado, dia 17, foi batido o “record” de temperatura no mês de Junho em Tomar, com uns tórridos 42,6º –, o que implicou o reforço com “fontes de água” para refrescar os jovens desportistas, que aproveitaram também a zona verde do antigo Parque de Campismo, assim como toda a área envolvente do Parque do Mouchão / Várzea Pequena, junto ao Rio Nabão, nas pausas entre jogos (cada equipa disputou, em ambos os dias, três jogos de vinte minutos cada, com intervalos de cerca de três horas), o Estádio Municipal de Tomar foi palco para um total de 72 desafios.

Esta décima edição – na qual se regista a estreia de uma equipa representativa do F. C. Porto, completando assim o lote dos tradicionais “três clubes grandes” em Portugal –, teve a particularidade de contar, como “Patronos do Torneio”, com dois jovens futebolistas, que fizeram parte da respectiva formação no União de Tomar, que poderão ser exemplos a seguir entre os pequenos atletas, que sonham em fazer carreira nesta modalidade: Diogo Pinto e Vasco Oliveira (ambos com 17 anos), actualmente a representar o Benfica (equipa de juniores, “sub-19”) e o Cagliari, de Itália.

O município nabantino esteve representado por três equipas, duas do União de Tomar e outra da Escola de Futebol de Tomar, tendo o melhor desempenho alcançado consistido no apuramento para os 1/8 de final, pelo conjunto denominado União de Tomar-“Intermarché” (patrocinador principal do evento).

Embora a vertente competitiva não seja, nesta idade, necessariamente, a mais relevante – são predominantes o espírito de grupo, o convívio e a formação de jovens – na classificação final do Torneio, destaque para os cinco primeiros, com os três lugares do pódio a serem ocupados, por esta ordem, pelo Benfica, Sporting e FC Porto (com a turma portista a ser superada, nas meias-finais, pelo grupo leonino, por marca tangencial), seguidos de imediato pelo Louletano e pelo Fabril, do Barreiro.

A grande final do Torneio foi, uma vez mais – como se veio tornando hábito ao longo dos anos – disputada entre Benfica e Sporting, com a turma benfiquista a obter uma soberba goleada, tendo inclusivamente o guardião verde-e-branco, com um par de boas intervenções, evitado que o marcador [7-0] pudesse ter atingido os dois dígitos, o que constituiria excessivamente severa punição para uma equipa que, todavia, não teve possibilidade de contrariar a forte dinâmica do conjunto encarnado, constituído por meninos que revelaram não apenas inegável talento, como uma porventura inesperada “maturidade”, dominando o rival em todos os capítulos do jogo, durante a meia hora de jogo, desde os minutos iniciais até ao instante derradeiro.

(Artigo publicado em “O Templário”, de 22 de Junho de 2017)

Junho 22, 2017 at 4:43 pm Deixe um comentário

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 26ª Jornada

Valença – Sp. Tomar – 5-0
Candelária – Turquel – 2-6
Paço Arcos – Juv. Viana – 1-3
Sanjoanense – Barcelos – 3-8
FC Porto – Riba d’Ave – 11-4
Oliveirense – Valongo – 5-1
Sporting – Benfica – 5-5

                       Jg     V     E     D       G       PT
 1º FC Porto           26    22     2     2   182 - 71    68
 2º Benfica            26    21     3     2   203 - 99    66
 3º Oliveirense        26    21     1     4   128 - 82    64
 4º Sporting           26    18     4     4   138 - 86    58
 5º Barcelos           26    16     3     7   119 - 85    51
 6º Juv. Viana         26    14     2    10   104 - 78    44
 7º Valongo            26    11     3    12   105 -109    36
 8º Turquel            26     8     2    16    92 -118    26 
 9º Sporting de Tomar  26     8     2    16    87 -122    26
10º Paço Arcos         26     7     1    18    74 -123    22
11º Valença            26     6     3    17    78 -129    21
12º Riba d'Ave         26     6     2    18    94 -163    20
13º Candelária         26     5     2    19    65 -119    17
14º Sanjoanense        26     3     2    21    64 -149    11

As equipas do Riba d’Ave, Candelária e Sanjoanense são despromovidas à II Divisão Nacional.

Entretanto, na final do campeonato da II Divisão, o H. Grândola, ao vencer o H. Braga, sagrou-se Campeão Nacional. Por seu lado, o Infante de Sagres garantiu a última vaga de promoção à I Divisão Nacional, ao derrotar a Física de Torres Vedras.

Junho 17, 2017 at 7:52 pm 2 comentários

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 25ª Jornada

Sp. Tomar – Sporting – 3-8
Turquel – Valença – 5-7
Juv. Viana – Candelária – 6-1
Barcelos – Paço Arcos – 2-0
Riba d’Ave – Sanjoanense – 8-4
Valongo – FC Porto – 1-4
Benfica – Oliveirense – 7-6

1º Benfica e FC Porto, 65; 3º  Oliveirense, 61; 4º Sporting, 57; 5º Barcelos, 48; 6º Juv. Viana, 41; 7º Valongo, 36; 8º Sp. Tomar, 26; 9º Turquel, 23; 10º Paço Arcos, 22; 11º Riba d’Ave, 20; 12º Valença, 18; 13º Candelária, 17; 14º Sanjoanense, 11

Junho 10, 2017 at 6:42 pm 4 comentários

Campeonato Distrital de Futebol – II Divisão – 10ª Jornada (Fase Final)

Moçarriense – U. Atalaiense – 3-0
U. Abrantina – Marinhais – 1-1
Ferreira do Zêzere – U. Santarém – 2-1

1º Moçarriense, 27; 2º U. Abrantina, 18; 3º Ferreira do Zêzere, 15; 4º Marinhais, 13; 5º U. Santarém, 7; 6º U. Atalaiense, 3

As equipas do Moçarriense, U. Abrantina e Ferreira do Zêzere asseguraram a promoção à I Divisão Distrital.

Junho 4, 2017 at 7:19 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Julho 2017
S T Q Q S S D
« Jun    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Categorias