Sp. Tomar – Quadro interactivo de resultados

SCT - Resultados

Em dia de aniversário (105.º) do Sporting Clube de Tomar, um quadro interactivo com todos os resultados disponíveis, na modalidade de Hóquei em Patins, relativos a Campeonatos Nacionais, Taça de Portugal, Competições Europeias, Campeonatos Distritais e Regionais.

Fevereiro 26, 2020 at 10:42 am Deixe um comentário

Campeonato Distrital da II Divisão – 16ª Jornada

Série A

Aldeiense – U. Tomar B – 3-4
Alferrarede – Ferreira Zêzere B – 2-2
Caxarias – Alcanenense – 2-1
Abrantes e Benfica B – U. Atalaiense – 1-3
Entroncamento AC – Tramagal – 2-1
Folga: Ortiga

1º Alcanenense, 38; 2º Entroncamento AC, 36; 3º Tramagal, 31; 4º Caxarias e U. Atalaiense, 27; 6º U. Tomar B, 25; 7º Ortiga, 18; 8º Ferreira Zêzere B, 11; 9º Aldeiense, 9; 10º Alferrarede, 8; 11º Abrantes e Benfica B, 3

Série B

Forense – Rebocho – 8-0
Salvaterrense – Espinheirense – 3-4
Benfica Ribatejo – Pontével – 0-1
Fazendense B – Marinhais – 1-2 (02.02.2020)
Goleganense – Porto Alto – 2-2
Folga: Benavente

1º Pontével, 32; 2º Marinhais, 29; 3º Forense, 27; 4º Espinheirense, 26; 5º Benavente, 25; 6º Porto Alto, 20; 7º Benfica Ribatejo, 19; 8º Goleganense, 18; 9º Salvaterrense, 17; 10º Fazendense B, 9; 11º Rebocho, 5

Fevereiro 23, 2020 at 8:08 pm Deixe um comentário

Taça do Ribatejo – 1/2 finais (1ª mão)

Fazendense – U. Almeirim – 1-2
Samora Correia – U. Tomar – 0-1

Fevereiro 23, 2020 at 8:07 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 19ª Jornada

O pulsar do campeonato - 2019-20 - 19jornada

(“O Templário”, 20.02.2020)

Após uma fantástica série de 18 vitórias consecutivas, foi enfim travada a senda triunfal do U. Almeirim, com o Cartaxo a ser a primeira equipa a conseguir bater o líder nesta temporada. Por coincidência, tal ocorreu no mesmo dia em que o triunvirato que ocupava os três lugares da frente perdeu os respectivos desafios, com o Fazendense a sofrer também o primeiro desaire no seu reduto, enquanto o U. Tomar viu repetir-se a desfeita ante o Abrantes e Benfica.

Num fim-de-semana tristemente assinalado por mais um episódio de deploráveis atitudes de racismo (na I Liga), este com a resposta inédita em Portugal, do abandono do campo por parte do maliano Moussa Marega, vítima de tais invectivas, ao qual faço questão de aqui expressar a minha solidariedade – perante uma autêntica “pedrada no charco”, a despertar consciências e a gritar bem alto que não podemos continuar a tolerar uma situação que, ao invés, se impõe repudiar de forma absoluta e inequívoca, num mundo (cada vez mais) perigoso, em que a fronteira da bestialidade parece a cada dia mais ténue, num fenómeno obviamente sem qualquer racionalidade.

Destaques – O grande destaque da 19.ª ronda vai, necessariamente, para o Cartaxo – à partida um assumido candidato ao título –, já virtualmente afastado de tal objectivo, mas que, seguindo com o pleno de triunfos nas quatro jornadas disputadas nesta segunda volta, não estará arredado da pretensão de poder chegar ainda até ao 2.º lugar. Os cartaxeiros, puxando dos “galões”, conseguiram superiorizar-se ao até agora invicto U. Almeirim, batido por dois golos sem resposta.

Em paralelo, os vizinhos das Fazendas não conseguiram fazer melhor, tendo sido também superados – pela primeira vez, ao 10.º jogo disputado em casa nesta época – por uma equipa do Mação, que parecia atravessar fase menos positiva, mas que, tendo qualidade intrínseca, soube levar a melhor neste desafio, ganhando por 2-1 ante o até então vice-líder Fazendense (agora 3.º).

Em Abrantes, os locais lograram voltar a vencer o U. Tomar, repetindo o desfecho (2-1) do encontro da primeira volta, em Tomar, o que teve por consequência a ascensão do Abrantes e Benfica à 3.ª posição (partilhada com o Fazendense) e a descida do União ao 5.º posto, pese embora apenas um ponto abaixo e, agora, a três pontos do novo 2.º classificado, Coruchense.

Os tomarenses até entraram mais afirmativos, começando logo por assumir a iniciativa; porém, os abrantinos aproveitariam da melhor forma uma falha contrária, para, ainda nos minutos iniciais, inaugurar o marcador. Não se descompondo, os unionistas procuraram inverter a situação, mas, infelizes, a um remate a embater nos ferros da baliza contrária (que poderia ter resultado na igualdade no “placard”) viram seguir-se, de imediato, em rápido lance de contra-ataque, o 2-0.

Os nabantinos reduziriam ainda para 2-1, mas, na fase final, não teriam já argumentos para contrariar a organização defensiva do Abrantes e Benfica, que “trancou” o resultado a seu favor – um desfecho bastante penalizador para o U. Tomar, deveras castigado pela eficácia do adversário, com um quase pleno aproveitamento dos erros do rival.

Num duelo entre os dois conjuntos que repartiam a condição de “lanterna vermelha”, nos Riachos, o Pego, que vinha já transmitindo indícios de poder reverter a situação, foi superior, obtendo um triunfo (2-1) que poderá vir a revelar-se crucial para as suas aspirações de manutenção, não só pelos três pontos somados – a colocar termo a um ciclo muito negativo, de sete derrotas sucessivas –, mas também pelo “élan” que poderá proporcionar para o que resta.

Confirmações – Nos outros jogos, confirmaram-se as expectativas, com vitórias folgadas do Coruchense (3-0, frente à turma da Glória do Ribatejo) e do Torres Novas (4-2, ante o Moçarriense), com a turma da Moçarria a marcar os seus dois tentos após ter chegado ao intervalo a perder por 4-0 – no que poderá constituir também um tónico para próximas “batalhas”.

Em Rio Maior, os locais conseguiram forçar o empate (1-1) ante o Samora Correia, o que significa que nenhum dos quatro semi-finalistas da Taça conseguiu vencer (os outros três, U. Almeirim, Fazendense e U. Tomar, tal como referido antes, foram inclusivamente derrotados).

A partida que colocará frente-a-frente Amiense e Ferreira do Zêzere foi adiada para dia 23.

II Divisão Distrital – Na Série A, realce para o empolgante embate entre U. Atalaiense e Caxarias, com sucessivas cambiantes na marcha do marcador, com os homens da Atalaia a acabar por vencer por 5-4, no que, para já, pode ter-se traduzido numa mais nítida definição dos três clubes a apurar para a fase final, perante os triunfos averbados por Alcanenense (4-1 ao Alferrarede), Entroncamento (2-0 na Ortiga) e Tramagal (6-0 ao Abrantes e Benfica “B”).

Na Série B, tudo parece cada vez mais “embrulhado”, com (pelo menos) cinco candidatos ao apuramento, perante o inesperado desaire caseiro (0-1) do Marinhais ante o Benfica do Ribatejo, assim como a imprevista igualdade cedida pelo Benavente frente ao Goleganense, mesmo que Espinheirense e Forense se tenham também “empatado” mutuamente (2-2), com o Pontével (a bater o Salvaterrense por convincente 3-0) a aproveitar para reforçar a sua posição de liderança.

Campeonato de Portugal – Ao contrário da semana anterior, o Fátima decepcionou, derrotado em casa (1-2) pelo penúltimo classificado, V. Sernache. Melhor esteve o U. Santarém, que voltou a marcar três golos, pela terceira vez consecutiva, vencendo, não sem dificuldades (por 3-2), uma equipa do U. Leiria em queda, ampliando assim para sete rondas o seu ciclo de invencibilidade.

Em função destes desfechos, o Fátima caiu para o 4.º lugar, sendo que dispõe agora de uma vantagem de apenas seis pontos sobre o U. Santarém (que subiu à 11.ª posição, a par de U. Leiria e Condeixa), últimos acima da “linha de água”, com dois pontos a mais que o Oliveira do Hospital.

Antevisão – Os campeonatos distritais voltam a dar espaço à entrada em cena da Taça do Ribatejo, para disputa da 1.ª mão das meias-finais, com dois aliciantes pratos no menu: o “derby” Fazendense-U. Almeirim, com ambos os emblemas a pretender rapidamente superar os desaires sofridos no passado fim-de-semana; e, por outro lado, o Samora Correia-U. Tomar, em que os samorenses terão a seu favor o factor casa para procurar equilibrar a contenda, sendo expectável que tudo possa ficar por decidir para os jogos de retorno, agendados para 15 de Março.

No Campeonato de Portugal, os dois representantes do Distrito voltam a deparar-se com compromissos de elevado grau de dificuldade, e ambos em terreno alheio: o Fátima, viajando até à Sertã, para defrontar o agora 3.º classificado, Sertanense, que, precisamente, o precede na tabela; quando ao U. Santarém, indo de visita a Castelo Branco, onde encontrará o Benfica local, que reparte o 4.º lugar com os fatimenses e com o Caldas.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 20 de Fevereiro de 2020)

Fevereiro 23, 2020 at 11:00 am Deixe um comentário

Hóquei em Patins – Taça de Portugal – 1/16 de final

Oeiras (II) –  Académica (II) – 5-8 (20.02.2020)
Valença (II) – Paço de Arcos (I) – 1-4
Alenquer e Benfica (II) – Benfica (I) – 1-9
H. Mealhada (III) – Valongo (I) – 4-11
Marítimo (Açores) (III) – Famalicense (II) – 4-5
U. Entroncamento (III) – Juv. Viana (I) – 2-8
Candelária (II) – Barcelos (I) – 2-6
Ac. Espinho (II) – H. Braga (I) – 4-5
Parede (II) – Riba d’Ave (I) – 4-6
Sp. Tomar (II) – Turquel (I) – 3-3 (4-3 a.p.) (23.02.2020)
ACR Santa Cita (III) – Pessegueiro Vouga (III) – 3-5
Juv. Pacense (II) – FC Porto (I) – 2-12
H. Marco (III) – Inf. Sagres (II) – 3-2
Póvoa (III) – Sporting (I) – 1-5
Sp. Torres (II) – Tigres Almeirim (I) – 1-3
Limianos (II) – Oliveirense (I) – 3-11

Apuraram-se para os 1/8 de final da prova 11 equipas da I Divisão, 3 da II Divisão (Académica, Famalicense e Sp. Tomar) e 2 da III Divisão (Pessegueiro Vouga e H. Marco).

O Sp. Tomar foi a única equipa a conseguir eliminar um adversário da I Divisão (Turquel).

Fevereiro 22, 2020 at 11:26 pm 2 comentários

Campeonatos Distritais de Futebol – 19ª Jornada / 15ª Jornada

I Divisão (19ª jornada)

Abrantes e Benfica – U. Tomar – 2-1
Rio Maior SC – Samora Correia – 1-1
Fazendense – Mação – 1-2
Riachense – Pego – 1-2
Torres Novas – Moçarriense – 4-2
Coruchense – Glória Ribatejo – 3-0
Cartaxo – U. Almeirim – 2-0
Amiense – Ferreira Zêzere – 3-1 (23.02.2020)

                       Jg     V     E     D       G       Pt
 1º U. Almeirim        19    18     -     1    56 -  9    54
 2º Coruchense         19    14     1     4    40 - 19    43
 3º Fazendense         19    13     2     4    29 - 12    41
 4º Abrantes e Benfica 19    13     2     4    26 - 17    41
 5º U. Tomar           19    13     1     5    38 - 13    40
 6º Cartaxo            19    11     3     5    39 - 19    36
 7º Mação              19    10     3     6    35 - 23    33
 8º Amiense            19     9     2     8    27 - 26    29
 9º Torres Novas       19     8     5     6    24 - 23    29
10º Samora Correia     19     7     4     8    28 - 26    25
11º Ferreira Zêzere    19     6     2    11    23 - 36    20
12º Glória Ribatejo    19     4     2    13    17 - 37    14
13º Rio Maior SC       19     3     3    13    23 - 36    12
14º Pego               19     3     -    16    13 - 40     9
15º Moçarriense        19     2     2    15    12 - 56     8
16º Riachense          19     2     -    17     8 - 46     6

Melhores marcadores:

1º Igor Costa (U. Almeirim) – 15
2º Tiago Vieira (U. Tomar) – 13
3º Rui Caniço (Cartaxo) e Sérgio Machuqueiro (Coruchense) – 12

II Divisão (15ª jornada)

Série A

Ferreira Zêzere B – Aldeiense – 2-1
Alcanenense – Alferrarede – 4-1
U. Atalaiense – Caxarias – 5-4
Tramagal – Abrantes e Benfica B – 6-0
Ortiga – Entroncamento AC – 0-2
Folga: U. Tomar B

1º Alcanenense, 38; 2º Entroncamento AC, 33; 3º Tramagal, 31; 4º Caxarias e U. Atalaiense, 24; 6º U. Tomar B, 22; 7º Ortiga, 18; 8º Ferreira Zêzere B, 10; 9º Aldeiense, 9; 10º Alferrarede, 7; 11º Abrantes e Benfica B, 3

Série B

Espinheirense – Forense – 2-2
Pontével – Salvaterrense – 3-0
Marinhais – Benfica Ribatejo – 0-1
Porto Alto – Fazendense B – 2-1
Benavente – Goleganense – 1-1
Folga: Rebocho

1º Pontével, 29; 2º Marinhais, 26; 3º Benavente, 25; 4º Forense, 24; 5º Espinheirense, 23; 6º Porto Alto e Benfica Ribatejo, 19; 8º Goleganense, 17; 9º Salvaterrense, 17; 10º Fazendense B, 9; 11º Rebocho, 5

Fevereiro 16, 2020 at 7:05 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 18ª Jornada

O pulsar do campeonato - 2019-20 - 18jornada

(“O Templário”, 13.02.2020)

Antevia-se já que a 18.ª ronda da I Divisão Distrital pudesse vir a ser uma jornada “morna” e assim sucedeu, com a rara conjugação de todos os agora oito primeiros classificados terem vencido os seus desafios, ante os… actuais últimos oito classificados – tendo o Torres Novas ascendido precisamente à 8.ª posição (partilhada com a Amiense), beneficiando do seu triunfo no Pego, em paralelo com a derrota da turma de Amiais de Baixo em Almeirim, perante o guia.

Destaques – A principal nota de realce vai para a vitória do vice-líder, Fazendense, em Samora Correia (agora 10.º) – equipa que não perdia no campeonato há quatro jogos –, por 2-0, no que constitui já o sexto êxito consecutivo do grupo das Fazendas de Almeirim, igualando os notáveis ciclos de Abrantes e Benfica (entre a 2.ª e a 7.ª jornadas) e Coruchense (entre a 9.ª e a 14.ª), registos apenas superados pelo comandante.

Ao contrário do que sucedera no jogo da Taça há três semanas (cujo desfecho, no tempo regulamentar de jogo, fora uma igualdade a dois golos), o U. Almeirim, actuando no seu reduto, não permitiu, desta feita, veleidades ao Amiense – que somava quatro vitórias nas cinco últimas jornadas, sem qualquer derrota –, impondo-se por convincente marca de 4-1, selando o seu 18.º triunfo consecutivo no campeonato, continuando a ampliar o seu impressionante “record”.

Conforme aludido acima, o Torres Novas foi, em função do resultado alcançado, o principal beneficiado desta ronda, tendo vencido, não sem dificuldade, por tangencial 2-1, no terreno do Pego (o qual somou sétimo desaire sucessivo, onze nas últimas doze jornadas), ascendendo, pois, à primeira metade da tabela, tendo já virtualmente garantida a tranquilidade.

Assinala-se também o triunfo do Cartaxo na Glória do Ribatejo – terceiro em outras tantas rondas da segunda volta –, também por números (3-2) que denotam uma partida disputada; os cartaxeiros (actualmente no 6.º posto, a cinco pontos do Abrantes e Benfica) não terão ainda abdicado de procurar chegar mais acima na pauta classificativa.

Do fim-de-semana anterior vinha já, por antecipação do jogo entre Ferreira do Zêzere e Abrantes e Benfica, a vitória, por 1-0, do conjunto abrantino, com os ferreirenses a repetirem, neste início de segunda metade da prova, os desfechos (três derrotas) que haviam registado no arranque do campeonato, mantendo, não obstante, uma confortável margem de segurança.

Confirmações – As equipas do U. Tomar, Coruchense e Mação confirmaram o favoritismo que lhes era creditado, constituindo-se como maior “surpresa” o facto de a vitória dos maçaenses, na recepção ao Riachense – que acumula já uma terrível série de doze derrotas consecutivas –, ter sido averbada apenas mercê de um solitário tento.

Quanto ao U. Tomar, recebendo o novel emblema de Rio Maior, teve uma das mais descansadas tardes desta temporada: entrando no jogo praticamente a ganhar, dilataria a vantagem ainda cedo, na primeira parte, fixando o que viria a ser o resultado final: 2-0, com golos de Wemerson Silva e de Tiago Vieira (que passam a somar, respectivamente, sete e treze golos no campeonato).

Na segunda metade, pouco indo além da mera gestão do tempo, o conjunto tomarense aproveitou o facto de o adversário, não obstante trocar bem a bola, oferecer pouco perigo, para “repousar”.

Foi também tangencial (2-1) o triunfo do Coruchense na Moçarria, com a formação da casa, que somou quinto desaire sucessivo – tal como o Pego, conta igualmente onze derrotas nas últimas doze jornadas –, a procurar ainda alcançar, enfim, um resultado positivo que possa vir a funcionar como factor de motivação para enfrentar o que resta da época, na tentativa de escapar aos lugares de despromoção.

II Divisão Distrital – A Norte, o Alcanenense, vencedor no reduto do Aldeiense, por 2-0, aproveitou a folga do Entroncamento e a derrota (3-0) do Tramagal nas Caxarias para consolidar a sua posição de liderança. Faltando disputar, à generalidade dos concorrentes, sete jogos, e dispondo agora de uma vantagem de onze pontos sobre o 4.º classificado, a formação de Alcanena pode começar a perspectivar o que poderá ser a sua campanha na fase final da competição.

O outro grande vencedor desta 14.ª jornada foi precisamente o Caxarias, que soma ao seu categórico triunfo (que o coloca a quatro pontos do 3.º lugar, ocupado precisamente pelo rival desta ronda), também a inesperada desfeita sofrida pela equipa “B” do U. Tomar ante a sua congénere de Ferreira do Zêzere (com uma reforçada formação ferreirense a ganhar por 1-0), para se alcandorar ao 4.º posto.

A Sul, quem mais beneficiou dos resultados do fim-de-semana foi o Benavente (goleando por 7-0 nas Fazendas de Almeirim, a equipa “B” do Fazendense, a qual repetiu os números do desaire da ronda anterior, ante o Goleganense), aproveitando as igualdades cedidas por Marinhais (nulo no “derby” de Salvaterra de Magos, ante o Salvaterrense), Pontével e Forense (que empataram entre si a uma bola) para subir ao 3.º lugar, a dois pontos de Marinhais e Pontével (não considerando ainda a vitória do Marinhais em jogo antecipado da 16.ª jornada).

Campeonato de Portugal – Enfrentando positivamente as grandes dificuldades que se antecipavam, a 21.ª jornada acabou por ser bem positiva para os clubes do Distrito: o Fátima, impondo um surpreendente empate (1-1) no terreno do líder destacado, Praiense, o que lhe proporciona, para já, continuar a partilhar o 2.º lugar, com Caldas e B. C. Branco; o U. Santarém, recebendo precisamente a turma caldense, com repartição de pontos, no termo de um empolgante desafio, outra vez com o resultado final a cifrar-se em 3-3 (tal como na semana anterior), no sexto jogo sucessivo de invencibilidade dos escalabitanos, que se mantêm no trio do 13.º a 15.º lugares.

Antevisão – A próxima jornada da I Divisão Distrital apresenta, como “prato forte”, um estimulante embate entre Cartaxo e U. Almeirim, duas das equipas que mais se apetrecharam para esta temporada. Mas há mais motivos de interesse: um confronto, também de desfecho imprevisível, entre Abrantes e Benfica e U. Tomar, e um igualmente aliciante Fazendense-Mação.

No escalão secundário, destacam-se as partidas: U. Atalaiense-Caxarias, Ortiga-Entroncamento e Espinheirense-Forense, com a possibilidade de apuramento para a fase final como pano de fundo.

No Campeonato de Portugal, espera-se que Fátima e U. Santarém possam aproveitar os encontros em que serão anfitriões, respectivamente, do V. Sernache e do U. Leiria, para, tirando partido de fases menos boas que os adversários parecem atravessar, voltar aos triunfos.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 13 de Fevereiro de 2020)

Fevereiro 16, 2020 at 11:00 am Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Fevereiro 2020
S T Q Q S S D
« Jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829  

Arquivos

Categorias