Archive for Dezembro, 2018

O Pulsar do Campeonato – Taça do Ribatejo – 1/8 de final

O pulsar do campeonato - 2018-19 - TRibatejo-1-8final

(“O Templário”, 27.12.2018)

Pela sexta vez nas últimas dez temporadas, o União de Tomar garantiu o apuramento para os quartos-de-final da Taça do Ribatejo, registo apenas superado pelo Amiense (com sete presenças em tal fase da competição, durante esse período). Numa ronda (1/8 de final) marcada por quatro igualdades a um golo (nos oito desafios disputados), é de assinalar ainda a eliminação do U. Almeirim, menos eficaz no desempate da marca de grande penalidade, permitindo ao Marinhais seguir em frente na prova.

Destaques – No encontro de maior cartaz dos 1/8 de final, o U. Tomar afastou o Fazendense, clube com o palmarés mais recheado de entre todas as formações do Distrito, sendo recordista de títulos na competição, com quatro troféus conquistados (três dos quais na última década).

Numa partida em que o equilíbrio foi nota dominante, tendo rareado as oportunidades de golo, o grupo das Fazendas de Almeirim começaria por chegar à vantagem no marcador logo aos cinco minutos, na sequência de um pontapé de canto, o que, nos minutos seguintes, provocou algum abalo de confiança dos unionistas, tendo experimentado, no decurso do primeiro tempo, dificuldades na construção de lances que pudessem levar perigo até junto da área contrária.

Na metade complementar, os tomarenses, assentando o seu jogo, foram persistindo, não abdicando nunca de procurar chegar ao empate, o que viriam a conseguir por volta da passagem da hora de tempo decorrido, numa boa combinação, a que João Pedro Nascimento deu a melhor sequência. Até final, a assinalar apenas mais uma boa ocasião para os donos da casa, já à entrada dos derradeiros dez minutos, mas sem eficácia na concretização, tendo subsistido o 1-1 no marcador até ao termo do tempo regulamentar (noventa minutos, sem prolongamento).

No desempate da marca de grande penalidade, o Fazendense falhou primeiro, com um remate ao poste, tendo, de seguida, os tomarenses permitido também a defesa do guardião contrário. Já depois de nova tentativa desperdiçada por parte dos homens das Fazendas, a explosão de júbilo dos unionistas surgiria com a defesa do seu jovem guarda-redes, Mahal Miranda, a deter o quinto remate do adversário, o que, com o marcador em 3-2, dispensou, desde logo, o que seria o último pontapé dos visitados.

Para além das surpresas desta ronda, de seguida referenciadas, realce igualmente para o bom desempenho evidenciado pelo Pego, vice-líder da série A da II Divisão, que impôs também um empate a uma bola, na recepção ao U. Santarém – que tem ocupado idêntica posição na tabela classificativa, mas no principal escalão –, vindo a baquear apenas no desempate da marca de grande penalidade, impedido o culminar do que teria sido o desfecho teoricamente mais imprevisto da eliminatória.

Surpresas – Nos outros dois jogos que se saldaram por empates (1-1), a principal surpresa foi a eliminação do U. Almeirim, que, pela segunda vez nesta época não conseguiu vencer em Marinhais (depois da igualdade ali registada, pela mesma marca, em encontro do campeonato), tendo os almeirinenses acabado por vir a ser desfeiteados por via da já referida fórmula de desempate.

Em Pontével, a equipa da casa alcançou o mesmo desfecho ante o Rio Maior, vindo a ser bem-sucedida da marca de grande penalidade, constituindo, a par do Abrantes e Benfica, o duo de sobreviventes na Taça, de entre os clubes da divisão secundária.

Confirmações – Nos restantes desafios, os favoritos impuseram a sua lei, vencendo com maior ou menor dificuldade.

Os dois líderes da I Divisão, Amiense e Coruchense, bateram dois adversários do escalão inferior, respectivamente, o Moçarriense (2-0, em Amiais de Baixo) e a equipa sensação da fase de grupos da Taça do Ribatejo (que afastara o Cartaxo), o Espinheirense (3-0, no Espinheiro, a favor do grupo do Sorraia).

Por seu lado, o Ferreira do Zêzere eliminou, por tangencial 1-0, o Riachense, clube também com fortes pergaminhos na competição (conta três troféus no seu palmarés).

Quanto ao líder da II Divisão, Abrantes e Benfica, voltou a ganhar, em duas semanas sucessivas, ante um mesmo opositor, tendo, desta feita, repetido a goleada, no reduto do Aldeiense: depois dos 8-1 registados na passada semana, no encontro a contar para o campeonato, venceu agora por 4-0, no confronto da Taça.

Para além da sétima presença do Amiense, e sexta do U. Tomar, nos quartos-de-final da Taça do Ribatejo, nas dez últimas edições da prova, o Coruchense obteve o seu 5.º apuramento, o U. Santarém passa a registar agora quatro, face a três do Ferreira do Zêzere e dois do Abrantes e Benfica; Marinhais e Pontével estreiam-se nesta fase da competição, no referido período.

A próxima eliminatória, agendada para 27 de Janeiro de 2019, terá o seguinte alinhamento de jogos: o encontro entre estes dois “estreantes”, Marinhais-Pontével; o “derby” municipal da capital do Distrito, U. Santarém-Amiense; o Coruchense-U. Tomar, outra vez com os nabantinos em embate do maior grau de dificuldade; e Abrantes e Benfica-Ferreira do Zêzere.

Campeonato de Portugal – Aproveitando a folga no calendário do Campeonato de Portugal, para disputa dos 1/8 de final da Taça de Portugal, o Fátima antecipou o desafio da próxima jornada (16.ª, agendada para 6 de Janeiro), tendo sido desfeiteado, no seu terreno, pelo Oliveira do Hospital (0-2), mantendo a 10.ª posição, não tendo conseguido afastar-se da “linha de água”.

Antevisão – Os campeonatos (Distritais e de Portugal) apenas terão a retoma do respectivo curso normal das jornadas já no novo ano.

Entretanto, estão agendados para o próximo fim-de-semana alguns encontros para acerto de calendário, que haviam sido adiados devido ao mau tempo: na I Divisão Distrital, o U. Almeirim-At. Ouriense (da 8.ª jornada), que poderá, em caso de triunfo dos almeirinenses, deixá-los somente a um escasso ponto do duo da liderança – a outra partida que estava em atraso, entre Glória do Ribatejo e Alcanenense, realizou-se no passado domingo, com triunfo categórico dos donos da casa, por 3-0, “afundando” ainda mais a formação de Alcanena; no escalão secundário, teremos o Salvaterrense-Espinheirense e Benavente-Rio Maior (7.ª jornada).

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 27 de Dezembro de 2018)

Anúncios

Dezembro 29, 2018 at 12:00 pm Deixe um comentário

Taça Ribatejo – 1/8 de final

Pontével – Rio Maior – 1-1 (4-2 g.p.)
Pego – U. Santarém – 1-1 (2-4 g.p.)
Amiense – Moçarriense – 2-0
Espinheirense – Coruchense – 0-3
Ferreira do Zêzere – Riachense – 1-0
Aldeiense – Abrantes e Benfica – 0-4
Marinhais – U. Almeirim – 1-1 (4-3 g.p.)
U. Tomar – Fazendense – 1-1 (3-2 g.p.)

Serão os seguintes os jogos dos 1/4 de final, agendados para 27 de Janeiro de 2019:

Marinhais – Pontével
U. Santarém – Amiense
Coruchense – U. Tomar
Abrantes e Benfica – Ferreira do Zêzere

Dezembro 22, 2018 at 8:59 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 12ª Jornada

O pulsar do campeonato - 2018-19 - 12jornada

(“O Templário”, 20.12.2018)

Começam a faltar adjectivos para qualificar a fantástica campanha que o Amiense, sob a direcção técnica de Jorge Peralta, vem realizando na presente temporada, tendo alcançado o sexto triunfo sucessivo, o que lhe proporcionou ascender à liderança (partilhada) do Distrital da I Divisão, precisamente a par do oponente que derrotou. A formação de Amiais de Baixo alia tal desempenho colectivo ao de defesa menos batida (apenas seis golos sofridos, em doze jogos), e, ainda, ao facto de dispor de dois dos actuais melhores marcadores (Moleiro e Cristiano).

Destaques – No “tira-teimas”, entre Amiense e o anterior guia isolado, Coruchense, os visitados levaram a melhor (1-0), impondo à turma do Sorraia o primeiro desaire nesta época, igualando assim o adversário no comando, isto quando se atinge já a viragem do ano, confirmando que, aos (quatro) candidatos assumidos, haverá que somar mais um sério pretendente…

Numa jornada repleta de aliciantes embates, o grupo de Amiais de Baixo beneficiou ainda dos deslizes de U. Santarém e U. Almeirim. De facto, os almeirinenses – que tinham em curso um ciclo de seis vitórias nos últimos sete jogos disputados (tendo empatado o desafio restante) –, recebendo nesta 12.ª ronda a visita do Cartaxo, acabariam por ser surpreendidos, perdendo por 0-1, não tendo, pois, conseguido tirado benefício do confronto entre Amiense e Coruchense. Os cartaxeiros parecem estar já afastados do título (reduziram, entretanto, o atraso face aos líderes para oito pontos), mas não deixarão de ter um papel fortemente interventivo na definição dos primeiros lugares, uma vez que dispõem de potencial para “bater o pé” a qualquer opositor.

Quanto ao U. Santarém, não conseguiu desfazer o nulo na recepção ao U. Tomar, ficando muito distante do desfecho averbado no confronto entre os dois velhos rivais a contar para a Taça do Ribatejo. Num jogo com a metade inicial muito animada, seriam até os nabantinos a dispor das primeiras oportunidades para marcar, sendo de anotar que também Nuno Ribeiro protagonizou grande exibição na defesa da sua baliza, impedindo que os escalabitanos chegassem ao golo; a divisão de pontos ajusta-se ao que ambas as equipas apresentaram em campo, num encontro que faria maior jus ao labor de ambos os grupos caso o “placard” tivesse ficado “colorido”.

Foi o quinto empate dos tomarenses nas sete últimas jornadas, nas quais não conseguiram triunfar, o que penaliza deveras a sua posição na pauta classificativa, partilhando agora o 9.º posto com o Ferreira do Zêzere, somente a dois pontos do 7.º lugar, mas já a cinco do 5.º e 6.º.

Realce ainda para o triunfo averbado pelo At. Ouriense em Alcanena, agudizando ainda mais a crise de resultados do conjunto Alcanenense (sem vencer há onze jogos), que terá de melhorar bastante o seu rendimento se almeja libertar-se da zona perigosa da classificação.

Surpresa – A demonstrar à sagacidade que “não há dois jogos iguais”, tivemos mais um cabal exemplo no Glória do Ribatejo-Marinhais. Depois de, entre clubes do escalão secundário, termos tido, em semanas sucessivas, dois jogos entre Abrantes e Benfica e Riachense, pese embora, em ambos os casos, com triunfos dos abrantinos, primeiro por 7-0 (para a Taça), e, depois, por tangencial 1-0 (em Riachos), a formação da Glória do Ribatejo teve agora o ensejo de se “desforrar” da goleada sofrida ante o Marinhais no desafio da Taça (0-6), derrotando o seu rival (2-1), no “derby” do município de Salvaterra de Magos, voltando enfim aos triunfos, de que se encontrava arredada desde a jornada inaugural, o que lhe possibilitou, para já, transpor a “linha de água”, abaixo da qual caiu o Alcanenense (para além de Torres Novas e Marinhais).

Confirmações – Em Samora Correia, com os donos da casa a receberem o Fazendense, assistiu-se também a uma partida de grande interesse, entre dois conjuntos equilibrados, a qual se saldou por uma igualdade a três bolas, num encontro de toada de “parada e resposta”, sem que nenhum dos contendores se tivesse deixado conformar com a evolução do marcador.

Por fim, o Ferreira do Zêzere voltou às vitórias, por convincente marca de 4-2, ante uma equipa do Torres Novas que, não obstante a mudança de treinador, não conseguiu, no imediato, inverter a tendência de resultados negativos, com este clube histórico do futebol distrital a atingir a 12.ª jornada sem ter conseguido ainda estrear-se a vencer (tal como o Marinhais), partilhando assim com o grupo do sul do Distrito a indesejada posição de “lanterna vermelha” do campeonato.

II Divisão Distrital – Agora com o calendário em dia, o Abrantes e Benfica prossegue o seu percurso perfeito, com dez triunfos em outras tantas jornadas, somando o pleno de trinta pontos, depois de ter obtido mais uma retumbante goleada (8-1) no terreno do Aldeiense. Na série mais a Norte, menção ainda à vitória (1-0) do Riachense no Tramagal, retomando o 3.º lugar, beneficiando do empate (1-1) cedido pela equipa “B” do U. Tomar no Sardoal. O mesmo desfecho foi averbado pelo Pego na recepção ao Caxarias, o que não impede os pegachos de manterem, de forma destacada (cinco pontos de vantagem), a 2.ª posição.

A Sul, o Forense, pese embora não tenha conseguido também melhor que a igualdade (3-3) no “derby” com o Salvaterrense, ascendeu (à condição) à liderança, com um ponto a mais que Rio Maior (ainda com um jogo em atraso) e Moçarriense, tendo beneficiado precisamente da derrota (1-2) caseira da turma da Moçarria perante os riomaiorenses.

Campeonato de Portugal – Numa jornada positiva, o Fátima voltou a “respirar melhor”, ao vencer, em Loures, por 1-0, ampliando a sua margem de segurança, agora de seis pontos, precisamente sobre aquele opositor, actualmente a primeira equipa abaixo da “linha de água”. Quanto ao Mação, ainda não foi desta que se estreou a vencer em casa, não tendo ido além do empate (2-2) frente à formação de Santa Iria. Em função de sanção administrativa aplicada ao Alverca, os maçaenses “trespassaram” a “lanterna vermelha”, mas continuam com um importante atraso (sete pontos) em relação à zona de manutenção. Será ainda possível sonhar?

Antevisão – Os campeonatos distritais têm nova pausa, estando a disputa da derradeira ronda da primeira volta agendada apenas para o primeiro fim-de-semana de 2019, dando lugar à entrada em cena da Taça do Ribatejo, para disputa dos 1/8 de final, com jogos agendados para Sábado.

O desafio de maior cartaz será o U. Tomar-Fazendense, um “jogo de tripla”, para além do outro encontro entre equipas do principal escalão: Marinhais-U. Almeirim. Regista-se ainda a curiosidade de nova “repetição” de jogos do Abrantes e Benfica em semanas sucessivas, voltando a cruzar-se com o Aldeiense. De interesse serão também o Pego-U. Santarém e Ferreira do Zêzere-Riachense, assim como o “derby” municipal entre Amiense e Moçarriense.

O Campeonato de Portugal será também retomado já no novo ano, dando lugar, neste fim-de-semana, à disputa da eliminatória correspondente aos 1/8 de final da Taça de Portugal.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 20 de Dezembro de 2018)

Dezembro 22, 2018 at 12:00 pm Deixe um comentário

Campeonatos Distritais Futebol – 12ª Jornada / 10ª Jornada

I Divisão (12ª jornada)

Amiense – Coruchense – 1-0
U. Almeirim – Cartaxo – 0-1
Ferreira do Zêzere – Torres Novas – 4-2
U. Santarém – U. Tomar – 0-0
Glória do Ribatejo – Marinhais – 2-1
Alcanenense – At. Ouriense – 0-1
Samora Correia – Fazendense – 3-3

                       Jg     V     E     D       G       Pt
 1º Coruchense         12     8     3     1    24 - 13    27
 2º Amiense            12     8     3     1    17 -  6    27
 3º U. Santarém        12     7     4     1    19 -  7    25
 4º U. Almeirim        12     7     2     3    24 - 11    23
 5º Cartaxo            12     5     4     3    16 - 11    19
 6º Fazendense         12     5     4     3    18 - 15    19
 7º At. Ouriense       12     5     4     3    17 - 16    19
 8º Samora Correia     12     4     3     5    15 - 17    15
 9º Ferreira Zêzere    12     4     2     6    19 - 22    14
10º U. Tomar           12     3     5     4    12 - 15    14
11º Glória Ribatejo    12     3     1     8    10 - 27    10
12º Alcanenense        12     1     3     8     8 - 18     6
13º Torres Novas       12     -     5     7     5 - 15     5
14º Marinhais          12     -     5     7    10 - 21     5

Melhores marcadores:

1º Moleiro (Amiense) e Wilson (Fazendense) – 7
2º Joel (Coruchense), Léo (U. Santarém), Cristiano (Amiense) e Persi (U. Almeirim) – 6
3º Diogo Cartaxo (F. Zêzere), Rafael Santana (U. Tomar), Filipe Pereira (U. Almeirim) e Lito (Coruchense) – 5

II Divisão (10ª jornada)

Série A

Aldeiense – Abrantes e Benfica – 1-8
Tramagal – Riachense – 0-1
Sardoal – U. Tomar “B” – 1-1
Pego – Caxarias – 1-1
U. Atalaiense – Ortiga – 2-0

1º Abrantes e Benfica, 30, 2º Pego, 23; 3º Riachense, 18; 4º U. Tomar “B”, 17; 5º Ortiga, 15; 6º U. Atalaiense, 13; 7º Tramagal, 10; 8º Caxarias, 8; 9º Aldeiense, 7; 10º Sardoal, 2

Série B

Benavente – Emp. Comércio – 3-1
Salvaterrense – Forense – 3-3
Folga: Pontével
Moçarriense – Rio Maior – 1-2
Folga: Espinheirense

1º Rio Maior, 21; 2º Forense, 19; 3º Moçarriense, 18; 4º Pontével, 12; 5º Benavente, 9; 6º Espinheirense, 6; 7º Salvaterrense, 5; 8º Emp. Comércio, 1

Dezembro 16, 2018 at 11:31 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 11ª Jornada

O pulsar do campeonato - 2018-19 - 11jornada

(“O Templário”, 13.12.2018)

Permita-se-me começar hoje com um breve intróito pessoal, assinalando mais um “número redondo”: desta feita, as 200 edições deste “Pulsar do Campeonato”, desde o artigo inaugural desta contínua série, publicado em “O Templário” a 8 de Novembro de 2012, já lá vão seis anos.

A nível da I Divisão Distrital, quem “soma e segue” é o Amiense, que, com o seu quinto triunfo consecutivo, estabeleceu um novo “record” no presente campeonato, tendo aproveitado para se aproximar ainda mais da liderança, agora somente a três pontos.

Destaques – O primeiro destaque vai, não obstante, para o embate de maior cartaz da 11.ª jornada, que colocava frente-a-frente o comandante, Coruchense – que, por seu lado, tinha também em curso uma série de quatro vitórias sucessivas, tendo, paralelamente, vencido todos os cinco desafios até então disputados em terreno alheio –, ao auto-anunciado candidato ao título, Cartaxo, o qual se saldou por uma igualdade a um golo, no que terá constituído a derradeira oportunidade dos cartaxeiros poderem reentrar na disputa do 1.º lugar, de que, por agora, quando nos aproximamos já do final da primeira metade da competição, estão a distantes (e virtualmente inacessíveis) 11 pontos.

E isto, porque, não é apenas a turma do Sorraia que continua “demasiado longe”: também o Amiense (vencedor, por 2-1, na recepção ao Samora Correia) e U. Santarém, com o triunfo averbado ao “cair do pano”, em Marinhais, mercê de um solitário tento, continuam na peugada do líder, ambos com oito pontos a mais que o Cartaxo (apenas 6.º classificado).

Numa ronda que oferecia alguns perigos iminentes para os grupos da frente, também o U. Almeirim – igualmente com um trajecto quase irrepreensível, tendo ganho seis dos últimos sete jogos realizados – se saiu bem, com uma tão difícil quão preciosa vitória (2-1) em Torres Novas, que lhe proporciona poder aspirar a colar-se ao guia, caso vença também a partida que tem ainda em atraso, da 8.ª jornada, na qual lhe cabe receber a visita do At. Ouriense.

Por fim, de realçar ainda o empolgante desafio protagonizado por União de Tomar e Ferreira do Zêzere, com o desfecho final a fixar-se num empate a três bolas, depois de se ter chegado ao final de uma frenética primeira parte já com cinco tentos apontados. A qualidade do futebol praticado poderá não ter sido a melhor, com algumas falhas a assinalar de parte a parte, mas a emoção e incerteza no marcador final foram marca saliente, assim como a intensidade de jogo na primeira metade do encontro.

Os ferreirenses entraram praticamente a ganhar, com o golo inaugural marcado logo aos quatro minutos; não obstante, com uma excelente resposta – em que se destaca a propensão goleadora do novo reforço unionista, Rafael Santana, autor dos três tentos da sua equipa – o União, não só operaria a reviravolta no marcador, como, inclusivamente, chegaria a vantagem de 3-1, em apenas cerca de meia hora. Já a findar o primeiro tempo, o Ferreira do Zêzere reduziria para 2-3, reentrando na discussão do resultado. Na etapa complementar, os tomarenses procuraram controlar o jogo, segurando a vantagem e espreitando a possibilidade de desferir o golpe final. Porém, e já depois de Nuno Ribeiro ter defendido uma grande penalidade, os ferreirenses acabariam mesmo por restabelecer o empate, a menos de dez minutos do final da partida.

Surpresas – Com as formações do fundo da tabela a ter de “fazer pela vida”, procurando somar pontos, em ordem a poderem ainda libertar-se da ameaça de despromoção, assinalam-se duas surpresas, correspondendo a outras tantas igualdades alcançadas em reduto alheio – numa ronda com um total de quatro empates –, perante adversários mais capacitados.

Por um lado, o Alcanenense, na deslocação às Fazendas de Almeirim, chegou mesmo a dispor de vantagem no marcador, tendo acabado por ceder a igualdade a dois golos ao Fazendense.

Mais surpreendente ainda terá sido o empate (1-1), registado pelo grupo da Glória do Ribatejo em Ourém, ante um At. Ouriense a atravessar período menos positivo (obteve uma única vitória nos cinco últimos jogos), porventura ainda algo afectado pela goleada sofrida em Santarém.

Em qualquer caso, e pese embora os positivos sinais de inconformismo revelados, foi magro o pecúlio angariado pelos visitantes, mantendo-se o quarteto da cauda da tabela com um atraso entre cinco e sete pontos em relação ao 10.º classificado (Ferreira do Zêzere).

II Divisão Distrital – A Norte, a principal nota de realce vai para a goleada (4-0) do Riachense no terreno do Aldeiense, como que querendo dar “prova de vida”, após a mudança no comando técnico, ficando (a par do Ortiga, derrotado em Abrantes) a um ponto do 3.º lugar, ocupado, de forma sensacional – quando está já concluída a primeira volta da prova – pela equipa “B” do União de Tomar, vencedora de um velho clássico do futebol distrital, no Tramagal (1-0).

Abrantes e Benfica (que soma triunfos em todos os oito jogos já finalizados) e Pego começam a ter já praticamente “à vista” o apuramento para a fase final, de apuramento de Campeão.

A Sul, com o Rio Maior a folgar, Moçarriense (com vitória caseira, por 2-0, ante o Espinheirense) e Forense (ganhando por 1-0 em Benavente) aproveitaram para se destacar na frente da prova (tendo ainda os riomaiorenses um jogo em atraso). O Pontével (goleando por 3-0 em Salvaterra de Magos) mantém ainda aspirações a poder chegar aos três primeiros.

Campeonato de Portugal – Após mais uma jornada, subsistem os motivos de preocupação: o Fátima, batido em casa pelo B. C. Branco (1-2), depois de ter começado por marcar, baixou ao 10.º lugar, e, pior, viu reduzir-se para curta margem de três pontos a diferença que o separa da “linha de água”; por seu lado, o Mação, que, finalmente, se reencontrou com as vitórias, tendo ido ganhar à Sertã, também por 2-1, mantém a última posição, agora a sete pontos de tal linha.

Antevisão – No principal escalão do futebol distrital, teremos outro aliciante “tira-teimas”, com uma “embalada” equipa do Amiense a receber o guia, Coruchense, podendo, em caso de vitória da turma de Amiais de Baixo, igualar o seu oponente no comando da pauta classificativa. Mas o calendário reservou-nos uma jornada repleta de interesse, com diversos outros “pratos cheios”: U. Almeirim-Cartaxo ou U. Santarém-U. Tomar serão apenas dois dos principais exemplos.

Na II Divisão Distrital, destacam-se o Tramagal-Riachense e o Moçarriense-Rio Maior.

No Campeonato de Portugal, já a completar a sua primeira volta, o Fátima desloca-se a Loures (último clube acima da “linha de água”), cabendo ao Mação receber o Santa Iria (imediatamente abaixo daquela linha, pese embora com o mesmo número de pontos do emblema de Loures).

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 13 de Dezembro de 2018)

Dezembro 16, 2018 at 12:00 pm Deixe um comentário

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 10ª Jornada

Juv. Viana – Sporting – 3-6
Paço Arcos – Oeiras – 4-3
Benfica – Turquel – 5-1
Sp. Tomar – Valongo – 1-1
Oliveirense – Riba d’Ave –3-0
FC Porto – Barcelos – 7-2 (22.12.2018)
H. Braga – Sp. Marinhense – 2-1

1º Sporting, 26; 2º Oliveirense e Benfica, 23; 4º FC Porto, 22; 5º Barcelos, 16; 6º Riba d’Ave, 15; 7º H. Braga, 14; 8º Juv. Viana, 11; 9º Valongo e Turquel, 9; 11º Paço Arcos, 8; 12º Sp. Tomar e Sp. Marinhense, 7; 14º Oeiras, 6

Dezembro 15, 2018 at 9:44 pm 2 comentários

Campeonatos Distritais Futebol – 11ª Jornada / 9ª Jornada

I Divisão (11ª jornada)

Cartaxo – Coruchense – 1-1
Torres Novas – U. Almeirim – 1-2
U. Tomar – Ferreira do Zêzere – 3-3
Marinhais – U. Santarém – 0-1
At. Ouriense – Glória do Ribatejo – 1-1
Fazendense – Alcanenense – 2-2
Amiense – Samora Correia – 2-1

                       Jg     V     E     D       G       Pt
 1º Coruchense         11     8     3     -    24 - 12    27
 2º U. Santarém        11     7     3     1    19 -  7    24
 3º Amiense            11     7     3     1    16 -  6    24
 4º U. Almeirim        11     7     2     2    24 - 10    23
 5º Fazendense         11     5     3     3    15 - 12    18
 6º Cartaxo            11     4     4     3    15 - 11    16
 7º At. Ouriense       11     4     4     3    16 - 16    16
 8º Samora Correia     11     4     2     5    12 - 14    14
 9º U. Tomar           11     3     4     4    12 - 15    13
10º Ferreira Zêzere    11     3     2     6    15 - 20    11
11º Glória Ribatejo    11     2     1     8     8 - 26     7
12º Alcanenense        11     1     3     7     8 - 17     6
13º Torres Novas       11     -     5     6     3 - 11     5
14º Marinhais          11     -     5     6     9 - 19     5

Melhores marcadores:

1º Moleiro (Amiense) – 7
2º Joel (Coruchense), Léo (U. Santarém), Cristiano (Amiense) e Persi (U. Almeirim) – 6
3º Diogo Cartaxo (F. Zêzere), Rafael Santana (U. Tomar) e Filipe Pereira (U. Almeirim) – 5

II Divisão (9ª jornada)

Série A

Pego – U. Atalaiense – 2-1
Sardoal – Caxarias – 0-0
Tramagal – U. Tomar “B” – 0-1
Aldeiense – Riachense – 0-4
Abrantes e Benfica – Ortiga – 2-0

1º Abrantes e Benfica, 27, 2º Pego, 22; 3º U. Tomar “B”, 16; 4º Riachense e Ortiga, 15; 6º Tramagal e U. Atalaiense, 10; 8º Caxarias e Aldeiense, 7; 10º Sardoal, 1

Série B

Moçarriense – Espinheirense – 2-0
Folga: Rio Maior
Salvaterrense – Pontével – 0-3
Benavente – Forense – 0-1
Folga: Emp. Comércio

1º Rio Maior, Moçarriense e Forense, 18; 4º Pontével, 12; 5º Benavente e Espinheirense, 6; 7º Salvaterrense, 4; 8º Emp. Comércio, 1

Dezembro 9, 2018 at 6:15 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2018
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Categorias