O Pulsar do Campeonato – 14ª Jornada

Dezembro 24, 2016 at 4:03 pm Deixe um comentário

pulsar-14

(“O Templário”, 22.12.2016)

Na abertura da segunda volta, no “derby” torrejano, o líder, Riachense, não conseguiu travar a série de resultados positivos do Torres Novas, vendo assim o Coruchense recolar, agora somente a um ponto, permitindo igualmente alguma reaproximação do duo formado por Amiense e Samora Correia, ambos a seis pontos do guia.

Destaque – O grande destaque desta jornada vai precisamente para o empate (1-1) que o Torres Novas impôs em Riachos – depois de, inclusivamente, ter chegado a estar em vantagem no marcador –, no que constitui já o oitavo jogo consecutivo a pontuar por parte dos torrejanos, agora apenas a três pontos do 5.º lugar. Por seu lado, o Riachense completou terceira série consecutiva de três triunfos, seguidos de empate, não tendo ainda conseguido alinhar quatro vitórias sucessivas, o que apenas foi alcançado por Coruchense, Amiense e… Torres Novas.

Realce para mais uma vitória “fora de portas” do Amiense – que já não vencia há três jogos –, a segurar a partilha do 3.º posto, ganhando no Cartaxo por 2-0, continuando a aprofundar a crise de resultados dos cartaxeiros, já com uma muito preocupante sucessão de seis desaires (ainda ninguém fez pior neste campeonato, sendo este registo igualado por Empregados do Comércio e Benavente, precisamente o trio da cauda da tabela), a atrasar-se ainda mais, agora a quatro pontos de distância do adversário mais próximo.

Numa ronda em que apenas dois visitados venceram, é de assinalar também o triunfo do At. Ouriense no Pego (1-0), a colar-se a esse rival, do qual está agora separado por um único ponto, tendo paralelamente aberto um pequeno “fosso” de quatro pontos em relação à “linha de água”, em busca da tranquilidade. Ao invés, os pegachos desperdiçaram a oportunidade de dar um grande passo em frente no trilho da manutenção, uma vez que poderiam ter ampliado para oito pontos a vantagem face à zona perigosa da pauta classificativa, o que, contudo, não sucedeu.

Surpresa – Pelo desempenho que a formação do U. Almeirim vem realizando no seu reduto, não se poderá caracterizar de verdadeiramente surpreendente a vitória averbada frente ao União de Tomar (3-1), que sofreu a sua terceira derrota nos últimos quatro jogos; surpreendendo, isso sim, que, inclusivamente, tivesse chegado a dispor de vantagem por 3-0.

Entrando novamente bem no jogo, a pressionar o adversário, os nabantinos viriam a ser surpreendidos em lance de “contra-golpe”, que proporcionou aos almeirinenses abrir a contagem a seu favor, passando, a partir daí, a dispor de posição bastante confortável, de gestão do resultado, obrigando os tomarenses a correr (ainda mais) riscos. Fazendo lembrar um pouco o que se passara no Cartaxo, o União de Tomar procurava jogar, enquanto o U. Almeirim ia aproveitando as falhas de desconcentração defensiva do opositor, para dilatar o marcador, até aos referidos 3-0, vindo o resultado final a ser fixado, próximo do termo do encontro, na conversão de uma grande penalidade, com a obtenção do “ponto de honra”.

Confirmações – Nos restantes três desafios, os desfechos registados confirmaram as expectativas: o Coruchense bateu os Empregados do Comércio por 3-1 (tal como esperado, um resultado bastante menos desequilibrado do que o verificado na ronda inaugural, na Ribeira de Santarém), enquanto o Samora Correia venceu o outro “derby” da jornada, em Benavente (2-1), perante o cada vez mais “lanterna vermelha”; por seu lado, num confronto entre dois históricos do futebol distrital, em Mação, a partida ante o Fazendense resultou numa igualdade a um golo, que traduz o equilíbrio entre as duas formações.

II Divisão Distrital – Na série A, o realce vai para a imprevista derrota caseira da U. Abrantina ante o Rio Maior (1-2), a proporcionar também um reagrupamento nos lugares da frente, com dois pontos a separar o 2.º do 5.º classificado, pese embora o Ferreira do Zêzere se tenha destacado, fruto da vitória (3-0) ante o Tramagal, ampliando a sua vantagem sobre os mais directos perseguidores para seis pontos, beneficiando dos também inesperados desaires do Caxarias no terreno do Aldeiense (por categórico 0-3) e da U. Atalaiense em Alferrarede (2-3). Na série B, noutro “derby”, o anterior líder, Moçarriense, foi batido no seu reduto pelo U. Santarém (2-3), assim lhe cedendo a posição de comando, com um ponto de vantagem sobre Marinhais (goleando por 4-0 o Vale da Pedra) e Benfica do Ribatejo (vencedor na Barrosa por 2-0), com a turma da Moçarria a baixar à 4.ª posição, a dois pontos do guia.

Campeonato de Portugal – O Fátima, vencendo o Carapinheirense por tranquilo 2-0, mantém a liderança da sua série, agora com três pontos de avanço em relação ao B. C. Branco (contando com a sua vitória num jogo que não chegou ao fim, por inferioridade numérica do adversário). O Alcanenense obteve excelente triunfo na recepção ao Torreense (2-1), destacando-se no 4.º lugar, novamente com nove pontos de vantagem em relação à “linha de água”, quando faltam disputar apenas quatro jornadas até ao termo da primeira fase da competição.

Antevisão – Os campeonatos entram agora em pausa durante dois semanas, a propósito da quadra festiva, de Natal e Ano Novo, apenas sendo retomados a 8 de Janeiro de 2017. Fica, de qualquer forma, a referência à curiosidade de, na 15.ª ronda, se defrontarem os quatro primeiros (Samora Correia a receber o Riachense, enquanto o Amiense tem a visita do Coruchense), o que, em caso de vitória dos visitados, recolocaria o campeonato “ao rubro”… Também as quatro equipas do fundo da tabela se encontram: At. Ouriense-Cartaxo e Empregados do Comércio-Benavente, em desafios em que estará bastante em jogo. Por seu lado, o União de Tomar receberá o Mação, que, depois de quatro desaires sucessivos, não perde há… quatro jogos.

Na II Divisão Distrital, o destaque vai para os seguintes confrontos: U. Atalaiense – Ferreira do Zêzere, Forense – Moçarriense e U. Santarém – Glória do Ribatejo.

No Campeonato de Portugal, o Fátima terá uma determinante deslocação a Leiria, para defrontar o União local, actual 4.º classificado; enquanto o Alcanenense visita Vila Franca de Xira, para jogar com o Vilafranquense (7.º classificado), a procurar fugir da zona perigosa.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 22 de Dezembro de 2016)

Anúncios

Entry filed under: U. Tomar.

1.ª edição do livro sobre a MATRENA esgotada Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 11ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2016
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Categorias


%d bloggers like this: