O Pulsar do Campeonato – 15.ª jornada

Janeiro 17, 2016 at 12:00 pm Deixe um comentário

Pulsar - 15jornada

(“O Templário”, 14.01.2016)

O Distrital da I Divisão vai, gradualmente, definindo posições, com as equipas a começarem a ficar “arrumadas” em distintos patamares: no topo, mantém-se a vantagem de seis pontos do Fátima, com o Cartaxo a procurar manter a perseguição; parece formar-se agora um lote de equipas na disputa do 3.º lugar, integrando o U. Tomar, Torres Novas, Riachense e Mação; segue-se outro quarteto, que ambiciona alcançar a tranquilidade (U. Almeirim, Empregados do Comércio, Rio Maior e Fazendense); por fim, outros quatro clubes tentam, já algo em “desespero”, fugir à zona perigosa (Moçarriense, At. Ouriense, Amiense e U. Abrantina).

Destaques – A grande sensação da jornada foi a robusta goleada imposta pelo Riachense, na recepção ao Fazendense, ganhando por inesperada marca de 6-1, até porque a turma de Fazendas de Almeirim – à partida um dos principais candidatos ao título – parecia, finalmente, querer encarrilar, tendo ganho dois dos três jogos anteriores (curiosamente, perdera também ante a outra formação do município de Torres Novas). Nesta ronda, os visitantes ainda chegaram a estar empatados a uma bola, mas, tendo chegado ao intervalo já em desvantagem por 1-3, no segundo tempo veriam a conta avolumar-se até à “meia-dúzia”.

Outras duas referências obrigatórias resultam do U. Almeirim e Fátima, com os visitados a ver quebrada a sua invencibilidade caseira, perdendo, de forma categórica, por 3-0, no que, paralelamente, constitui o 10.º jogo sucessivo sem sofrer golos dos fatimenses, no campeonato.

Surpresas – Numa jornada sem surpresas a assinalar, o desfecho porventura menos previsível terá sido o empate averbado pelo At. Ouriense em Amiais de Baixo (1-1), entre duas equipas “aflitas”, o que, ainda assim, possibilitou ao Amiense “trespassar” a “lanterna vermelha” à U. Abrantina. Mas, curiosamente, seria a formação de Abrantes a estar mais próxima de protagonizar a surpresa da ronda, tendo estado, durante largo tempo, a ganhar no terreno do vice-líder, Cartaxo, não tendo contudo conseguido evitar acabar por ser desfeiteada, por 1-2.

Confirmações – Nos restantes três desafios, resultados dentro do expectável, com a particularidade de todos os actuais seis primeiros classificados terem ganho nesta jornada, enquanto os cinco clubes posicionados imediatamente a seguir foram, todos eles, derrotados.

Começando pelo Torres Novas, que, depois de um terrível ciclo de cinco desaires, somou agora o terceiro triunfo sucessivo, batendo o Rio Maior por 3-1, equipa que vem baixando na pauta classificativa; por seu lado, também o Mação, com uma boa série de oito jogos sem perder, se impôs (2-1) frente a uma equipa dos Empregados do Comércio, também em queda acentuada na tabela, em função de ter registado uma única vitória nos últimos doze jogos!

Por fim, num jogo que, decorridos os primeiros minutos, parecia facilitado, mas que, contudo, se viria a complicar sobremaneira, o União de Tomar somou o quinto triunfo em seis jogos (sete nos últimos oito, se considerarmos também a Taça do Ribatejo), ganhando na Moçarria por 3-2.

Jogando contra uma forte ventania, começando por cedo inaugurar o marcador, vindo ainda, na primeira metade, a ampliar a vantagem para 2-0, tendo desperdiçado outras três ou quatro soberanas ocasiões de golo antes do intervalo (o que poderia ter colocado o “placard” em números idênticos aos 5-0 registados na primeira volta, em Tomar), os unionistas veriam, já na segunda parte, de forma absolutamente inesperada, num período de apenas cinco minutos em que passaram por uma fase de abaixamento da intensidade de jogo e alguma desconcentração, o Moçarriense – grupo abnegado, que não desiste nunca, nem vira a cara à luta – restabelecer a igualdade a dois tentos. A partir daí, com uma notável resposta, “arregaçando as mangas”, o grupo tomarense assumiu então a iniciativa do jogo, indo em busca da vitória que lhe parecia ter estado antecipadamente garantida, vindo a ver o seu esforço recompensado com o terceiro tento, possibilitando assim a confirmação da notória superioridade evidenciada em campo.

II Divisão Distrital – Para além das goleadas dos dois primeiros (5-0 do Pego, ante o Tramagal; e 4-0 do Ferreira do Zêzere, frente ao Caxarias), o destaque vai para um determinante triunfo do U. Santarém em Alferrarede (3-1). A Sul, menção especial à vitória (2-1) do Glória do Ribatejo em Samora Correia, a par da goleada do Benavente (5-0) no terreno do Vale da Pedra.

Campeonato de Portugal Prio – Uma jornada bastante negativa, com o Alcanenense, derrotado em casa pelo V. Sernache (0-2), de alguma forma a comprometer o labor de muitas jornadas, vendo reduzida a somente 4 pontos a vantagem sobre o 8.º classificado, Sertanense; por seu lado, o Coruchense, perdendo em Torres Vedras (0-3), viu distanciar-se o adversário imediatamente acima, precisamente o Torreense, “cavando” agora já um fosso de 8 pontos.

Antevisão – No próximo fim-de-semana os Campeonatos Distritais voltam a estar em pausa, para disputa da 3.ª e derradeira ronda da fase de grupos da Taça do Ribatejo, com alguns desafios decisivos para definir o apuramento para os 1/8 de final, como são os casos, nomeadamente, do At. Ouriense-U. Tomar (caso os oureenses consigam, pelo menos, o empate, apuram-se, em detrimento do Torres Novas); U. Abrantina-Assentis; Rio Maior-Samora Correia; Glória do Ribatejo-Porto Alto; e Benfica do Ribatejo-Fazendense.

No Campeonato de Portugal, atingindo-se a penúltima jornada da primeira fase, o Alcanenense desloca-se a Peniche, para defrontar a equipa com a qual, precisamente, partilha actualmente o 4.º posto, sendo importante voltar a pontuar, até porque o Sertanense se desloca ao terreno do “lanterna vermelha”, Crato; nesta série, destaque ainda para um decisivo Caldas-B. C. Branco, para apurar o clube que acompanhará o U. Leiria na fase de disputa da promoção. O Coruchense volta a não ter tarefa fácil, recebendo um dos integrantes do trio da liderança, o Casa Pia, clube que reparte tal posição com o 1.º Dezembro e o Real de Massamá.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 14 de Janeiro de 2016)

Entry filed under: U. Tomar. Tags: .

Hóquei em Patins – Taça de Portugal – 2.ª eliminat. Taça Ribatejo – Fase Grupos – 3ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Janeiro 2016
M T W T F S S
« Dez   Fev »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Categorias


%d bloggers like this: