O Pulsar do Campeonato – 8.ª jornada

Novembro 8, 2015 at 11:00 am Deixe um comentário

Pulsar - 8

(“O Templário”, 05.11.2015)

Ainda numa fase relativamente prematura da competição, com oito jornadas decorridas – numa prova que, nem por isso, deixa de ser pautada por grande equilíbrio entre a generalidade dos concorrentes –, parece afinal estar a estreitar-se decididamente o lote de candidatos ao título, com dois clubes a destacarem-se: Fátima (com uma magnífica série de sete triunfos sucessivos) e Cartaxo, respectivamente já com oito e seis pontos de vantagem sobre o 3.º, Torres Novas.

Destaques – Prosseguindo a sua senda vitoriosa, que o União de Tomar não foi capaz de travar, o Fátima impôs-se por categórica marca de 3-0, assim quebrando um ano de invencibilidade do União, em casa, em jogos no campeonato (o último desaire tinha sido averbado ante o Coruchense, a 2 de Novembro de 2015, então na 6.ª ronda de um campeonato de que o conjunto do Sorraia se viria a sagrar vencedor), no que poderá constituir-se em mais um eventual indício sobre quem poderá vir a ser o próximo campeão…

Sem, de forma alguma, se colocar em causa a superioridade fatimense, atento o seu favoritismo e as condicionantes com que se vem debatendo o grupo nabantino, este desnivelado marcador sofre de um pequeno “porém”; o desfecho do jogo ficou necessariamente afectado pelo que terá sido um lapso do árbitro da partida: numa altura em que a turma unionista se encontrava já reduzida a dez unidades, ainda no primeiro tempo, num outro lance no qual um jogador do Fátima cometeu uma falta, que originaria o segundo cartão amarelo – o que recolocaria as duas equipas em igualdade numérica para o segundo tempo –, tal admoestação foi contudo exibida a um outro jogador fatimense. Deste modo, a perder ao intervalo por 0-1, resultado que premiava então a eficácia dos visitantes, dado não terem existido outras flagrantes situações de golo, e jogando toda a etapa complementar em inferioridade, a evolução do marcador acabou por revestir-se de alguma naturalidade, tendo o terceiro tento surgido já na fase final do desafio.

Outro destaque da ronda vai para o primeiro triunfo do Amiense, por 2-0, na recepção ao Torres Novas, o que permitiu aos visitados trespassar a “lanterna vermelha” à U. Abrantina. Pese embora distem ainda cinco pontos da “linha de água”, poderá começar a encarar-se com outro ânimo o campeonato em Amiais de Baixo.

Surpresas – Esta foi mais uma jornada sem surpresas de maior a assinalar, registando-se, ainda assim, dois desfechos que não seriam porventura os mais expectáveis: a vitória do Rio Maior sobre o Riachense (2-0), a interromper a recuperação que a equipa de Riachos parecia vir a empreender, ao mesmo tempo que permite aos riomaiorenses ascender a um inesperado 5.º lugar na pauta classificativa, apenas a dois pontos do 3.º classificado; e o empate do U. Almeirim (1-1) no terreno do Mação, que, somando já quatro derrotas (face a apenas três vitórias) se constitui nesta altura como uma das principais decepções da prova – dadas as credenciais com que se apresentava à partida, como um candidato aos lugares de topo –, ocupando modesta 8.ª posição, que, curiosamente, partilha com o Riachense, precisamente com igual desempenho. A relativizar este posicionamento, o facto de o atraso face aos torrejanos ser de apenas quatro pontos; em contraponto, o fosso em relação ao Fátima é já de doze pontos!

Confirmações – Nas restantes partidas, resultados dentro do esperado: o Cartaxo, reafirmando o seu potencial, ganhando na Moçarria (1-0), continuando na peugada do Fátima, enquanto, ao invés, o Moçarriense vem caindo na classificação; o At. Ouriense a ganhar à U. Abrantina (1-0), com a formação de Abrantes acumulando já sete desaires em oito jogos (apenas ganhou na 4.ª ronda); e o nulo no confronto entre Empregados do Comércio e Fazendense – no caso dos “Caixeiros”, depois do excelente arranque (três vitórias nas três jornadas iniciais), são já cinco os jogos sem ganhar (nos quais somou quatro empates), o que, apesar de tudo, lhes confere, por agora, um ainda meritório 4.º lugar; por seu lado, o Fazendense vai no quarto jogo sem derrota (embora siga com uma sequência de dois empates), subsistindo ainda na parte baixa da tabela, partilhando o 10.º posto com o rival U. Almeirim e com o Moçarriense. Não obstante, temos agora, a separar o 3.º e o 12.º lugares, apenas uma diferença de cinco pontos.

II Distrital – À quinta jornada já não há equipas só com vitórias: ambos os clubes que se encontravam nessa situação (Ferreira do Zêzere e Benavente) foram derrotados em casa; os ferreirenses, por 1-2, pelo líder da série, Pego, que ampliou a sua vantagem para quatro pontos (mas com o Ferreira do Zêzere com um jogo a menos); os benaventenses, perdendo (0-1) no derby municipal, com o Barrosense, mantendo, ainda assim o comando da série, com três pontos mais que Samora Correia e Benfica do Ribatejo (ambos também com um jogo a menos).

Campeonato de Portugal Prio – Também já com oito rondas disputadas, a situação dos clubes representantes do Distrito continua a ser periclitante: o Alcanenense, derrotado em casa pelo Peniche (0-1) baixou ao antepenúltimo (8.º) lugar, apenas com sete pontos, somente à frente de Águias do Moradal (seis pontos) e Crato (cinco pontos); o Coruchense, a recuperar, e apesar do bom empate averbado no terreno do Casa Pia (2-2) não conseguiu ainda deixar a última posição, somando agora cinco pontos, a um do Eléctrico de Ponte de Sôr, e a dois do Sacavenense.

Antevisão – Dois encontros sobressaem na próxima jornada da I Divisão Distrital: no arranque do campeonato, seria grande a expectativa para o confronto entre Fazendense e Mação, duas equipas, contudo, ainda à procura do seu melhor rendimento; tal como, inevitavelmente, é sempre de especial atractivo o derby Riachense-Torres Novas. Outro jogo de interesse será o Fátima-Empregados do Comércio. Por seu lado, o União de Tomar visita Abrantes, esperando que não seja ainda desta que a formação abrantina consiga regressar aos bons resultados.

Na II Divisão Distrital, o líder Pego folga, destacando-se o Alferrarede-Ferreira do Zêzere; a Sul, realce para o Glória do Ribatejo-Benavente.

No Campeonato de Portugal, já a atingir o termo da primeira volta, espera-se uma jornada positiva: o Alcanenense visita o Crato (lanterna vermelha); o Coruchense recebe o Sacavenense.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 5 de Novembro de 2015)

Entry filed under: U. Tomar. Tags: .

Campeonato Nacional Hóquei em Patins – II Divisão (Zona Sul) – 6ª Jornada Campeonatos Distritais Futebol – 9ª Jornada / 6ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Novembro 2015
M T W T F S S
« Out   Dez »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Arquivos

Categorias


%d bloggers like this: