U. Tomar – Centenário (IX)

Dezembro 1, 2013 at 12:00 pm Deixe um comentário

Centenario-09

(“O Templário”, 28.11.2013)

O título de Campeão Distrital da II Divisão da época de 1955-56 não teria contudo associada a promoção directa à I Divisão Distrital, por via de uma famigerada “liguilha” disputada com o último classificado desse escalão (Alcanenense), pelo que o União de Tomar se veria forçado a nova tentativa de subida… que falharia por pouco, na temporada imediata. Pelo que, uma vez mais, pelo terceiro ano consecutivo, militaria na II Divisão Distrital na época de 1957-58.

Desta forma, a 27 de Abril de 1958, disputando com o Ouriquense o seu penúltimo encontro desse campeonato, o União tinha, em caso de vitória, a possibilidade de conquistar novo título:

«O nosso representante, nesta difícil deslocação a Chã de Ourique (difícil, mais pela categoria técnica do adversário, pela deslocação em si, tratando-se de adversário aguerrido, e pela responsabilidade do resultado, de que podia depender o 1.º lugar da competição), venceu claramente o seu adversário pelo amplo resultado de 3-0, que, ao que nos dizem, podia ainda ser mais desnivelado.»(1)

«Atendendo ao facto de o jogo ter bastante importância para a classificação, deslocou-se à pitoresca vila Chã de Ourique a acompanhar a equipa, numerosa assistência de Tomar. […].

O resultado indica o suficiente para que se veja que o União nunca esteve em dificuldade.

A equipa a jogar com a táctica adequada às necessidades desorientou por completo a equipa local. […]

Devia ter sido a melhor exibição feita esta época; já na segunda parte e com o resultado feito, a equipa jogava inteligentemente fazendo com que a bola girasse de uns para os outros sem precipitações.»(2)

Nesta partida que se viria a revelar decisiva, a turma unionista alinhou da seguinte forma: Tónito; Confraria e Henrique; Lino, Pereira e Nelson; Vítor Lopes, Carvalho, Ernesto, Amílcar e Bengala. Os golos do União foram apontados por Amílcar e Ernesto (que bisou) – com a particularidade de este último ser o jogador, natural de Santa Cita, que viria posteriormente (a partir da época de 1960-61) a militar no Sporting, clube onde ficaria conhecido pelo seu apelido, Figueiredo, e, também, pela alcunha de “Altafini de Cernache” (sagrando-se por duas vezes Campeão Nacional e tendo participado também na conquista da Taça das Taças, em 1964).

Repetindo o título conquistado dois anos antes, ainda a uma jornada do fim, o União de Tomar sagrava-se novamente Campeão da II Divisão Distrital, garantindo assim o regresso, nove anos depois da última participação, à I Divisão Distrital.

____________

(1) Cf. “O Templário”, 4 de Maio de 1958 – Crónica de X. (Raúl Pereira)
(2) Cf. “Cidade de Tomar”, 4 de Maio de 1958 – Crónica de Mecas
Anúncios

Entry filed under: U. Tomar.

O pulsar do campeonato – 8ª jornada Taça Ribatejo – Fase Grupos – 2ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2013
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Categorias


%d bloggers like this: