U. Tomar – Centenário (VII)

Novembro 10, 2013 at 12:00 pm Deixe um comentário

UT-Centenario-07

(“O Templário”, 07.11.2013)

Depois das conquistas da época de 1941-42, na temporada imediata o União de Tomar prosseguia a sua senda triunfal. A 20 de Dezembro de 1942, ainda a uma jornada do termo do Campeonato Distrital, o União garantia a revalidação do título regional (Campeão da Zona Norte), selando essa conquista da melhor forma, com a maior goleada de sempre da sua história, vencendo o Atlético Clube Alcanenense pela extraordinária marca de 13-1:

«Como se esperava, o Atlético não pôde resistir aos unionistas, e a curiosidade do desafio era de facto saber até quantos «go[a]ls» chegavam os avançados do «team» tomarense. E sob esse aspecto, o público, que ainda era em grande número, deve ter dado o seu tempo e dinheiro por bem empregados – pois viu e «saboreou» «goals» para todos os «paladares». […]

O desafio não tem história. Esta, é somente constituída pela enumeração dos «tentos». Domínio absoluto do União, cortado de longe em longe por uma reacção do adversário, a quem desde já deve fazer-se jus à tenacidade com que sempre se bateu, pois, ao contrário do que havia sucedido oito dias antes [derrota por 0-8 em Tomar, frente ao Sporting de Tomar], nunca se entregou batalhando sempre com a maior tenacidade, mau grado o avolumar constante do «score».»(1)

Ainda nesta mesma temporada, de 1942-43, a turma unionista, em mais uma presença na II Divisão Nacional, bisaria também o título de Campeão Distrital.

Na segunda mão da Final, disputada em Tomar, no dia 11 de Abril de 1943, frente ao Operário Vilafranquense – e depois de ter perdido, na 1.ª mão, em Vila Franca de Xira, por 0-1 –, ficaria vincada mais uma página indelével da história do União de Tomar; efectivamente, num desfecho absolutamente anormal para um desafio destas características (mas que confirmava as goleadas já anteriormente impostas a outros adversários, nomeadamente ao grande rival tomarense, Sporting de Tomar, frente ao qual ganhara por 10-2, a 24 de Janeiro), o União venceria pela fantástica margem de 8-0!

«Os visitantes poderão queixar-se dalguns deslizes da sua defesa, consentindo «goals» em jogadas aparentemente inofensivas, mas também têm de agradecer à sorte não terem sofrido alguns outros (sem procurarmos muito lembremo-nos daquelas três bolas na trave do extremo esquerdo unionista) que só admira não terem ido ao fundo da rede, porque não tinham apelo. […]

Pouco confiante com a margem conseguida no encontro anterior, e surpreendido com dois «goals» de rajada do União, logo nos primeiros 5 minutos da partida, o «team» deve ter sido abalado moralmente, para nunca mais se encontrar durante a partida.»(2)

Vencendo a Série Ribatejo do Campeonato Nacional da II Divisão, o U. Tomar sagrava-se, pela segunda vez consecutiva, Campeão Distrital de Santarém (ou, como então era designado, “Campeão Provincial do Ribatejo”)!

____________

(1) Cf. “Cidade de Tomar”, 27 de Dezembro de 1942 – Crónica de X. (Raúl Pereira)
(2) Cf. “Cidade de Tomar”, 18 de Abril de 1943 – Crónica de X. (Raúl Pereira)
Advertisements

Entry filed under: U. Tomar.

O pulsar do campeonato – 6ª jornada Campeonato Nacional Hóquei em Patins – I Divisão – 4ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Novembro 2013
S T Q Q S S D
« Out   Dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Categorias


%d bloggers like this: