Um grave embuste na Autarquia

Novembro 1, 2009 at 1:27 pm Deixe um comentário

A ler, no Tomar a dianteira, um artigo de denúncia, da autoria de António Rebelo, na sequência de auditoria da Inspecção Geral de Finanças à Câmara Municipal de Tomar (realizada entre Janeiro e Abril de 2009), de aqui recupero um pequeno excerto:

[…] Com efeito, os auditores imputam à edilidade tomarense o “Sistemático empolamento orçamental da receita de capital no quadriénio 2005/2008”, com taxas de execução de receitas de 52% em 2005, 55% em 2006, 64% em 2007 e 61% em 2008. Isto significa que há, entre os actuais eleitos, quem tenha mentido deliberadamente e por omissão, bem como dado ordens a pelo menos um funcionário, sujeito ao dever de obediência, no sentido de incluir em documentos oficiais elementos que sabia serem falsos. Tudo com o objectivo táctico de induzir em erro as instâncias superiores e iludir os munícipes pagadores de taxas e impostos.

Entry filed under: Actualidade.

Record de visitas Taça Ribatejo – 3ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

União de Tomar - Recolha de dados históricos
Sporting de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Novembro 2009
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Arquivos

Categorias


%d bloggers like this: